Daniel Augusto Jr.|Corinthians
Daniel Augusto Jr.|Corinthians

Gabriel dá conselho e perdoa árbitro do clássico Corinthians x Palmeiras

Volante torce para que Thiago Duarte Peixoto continue apitando

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

24 Fevereiro 2017 | 07h01

Expulso injustamente pelo árbitro Thiago Duarte Peixoto, no clássico entre Corinthians e Palmeiras, Gabriel viveu um dos dias mais marcantes de sua carreira na quarta-feira. Na quinta-feira, livre de suspensão, deixou de lado a raiva que teve contra o juiz, lhe perdoou pelo erro crasso que poderia ter lhe causado a primeira expulsão na carreira, e ainda virou conselheiro.

“Diria para ele esfriar a cabeça, como disse, ele é humano e pode errar. Vi o depoimento dele, que ele queria continuar o trabalho. Acredito que vá continuar e quem sou eu para dizer que o Thiago tem que parar de apitar? Eu não posso falar isso. Aconselho ele a ficar tranquilo, rever o que errou e eu seguir minha vida também”, comentou.

Gabriel não foi alvo apenas do árbitro. Em diversos lances, jogadores do Palmeiras deram entradas duras no jogador e nas redes sociais, choveram críticas dos palmeirenses e piadas dos corintianos envolvendo o jogo. 

A rivalidade com o Palmeiras também foi assunto desde o início da partida até agora. Tchê Tchê chegou a comemorar a expulsão de Gabriel, durante conversa com Moisés, pelas redes sociais. Depois, falou que era brincadeira, mas mesmo assim teve a resposta de Gabriel. “O respeito tem que ter um pelo outro. Isso vai da consciência de cada um e estou bem tranquilo quanto a isso”.

O próprio Gabriel xingou palmeirenses após a partida, em vídeo ao lado de outros atletas. Sobre o assunto, se esquivou e preferiu reforçar seu comprometimento com o Corinthians. “Era um momento de felicidade, uma coisa interna. Respeito todo os clubes que passei na carreira. Dou minha vida em campo. Hoje, eu sou do Corinthians e luto por ele”, avisou o ex-palmeirense.

Após toda a polêmica, Gabriel ficou com dois cartões amarelos no Campeonato Paulista. Assim, se for advertido contra o Mirassol, não poderá enfrentar o Santos, na rodada seguinte. 

Notícias relacionadas
Mais conteúdo sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.