Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Gabriel diz que errou e promete jogar simples no Santos

Técnico Oswaldo de Oliveira aproveitou jovem atacante como referência do ataque

AE, Agência Estado

20 de janeiro de 2014 | 15h28

SANTOS - Autor do gol do Santos na vitória por 1 a 0 sobre o XV de Piracicaba, sábado, pela primeira rodada do Campeonato Paulista, Gabriel reconheceu, nesta segunda-feira, que poderia ter deixado a Vila Belmiro com mais um gol marcado se não tivesse tomado uma decisão errada. Livre e na cara do gol, ele deu uma "cavadinha" aos 30 minutos do segundo tempo e parou no goleiro Márcio.

"Acontece, é coisa do jogo. Poderia ter chutado rasteiro, ter dado passe ou tentado a cavadinha. Vi o lance depois, sei que errei, mas da próxima vez vou tentar fazer o mais simples", disse. Como Leandro Damião ainda não teve o seu contrato regularizado para estrear pelo Santos, o técnico Oswaldo de Oliveira optou por escalar Gabriel como a referência setor ofensivo. E o atacante gostou da nova função, mesmo que esta não seja a sua posição costumeira.

"Já joguei assim na base e é diferente. Gosto de pegar a bola e ir pra cima e aqui é uma posição nova, mas gostei bastante", afirmou Gabriel, que será mantido entre os titulares do Santos na partida desta terça-feira contra o Audax, no Estádio do Pacaembu, pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaulistãoSantos FCGabriel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.