Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Rodrigo Gannazel/Estadão
Rodrigo Gannazel/Estadão

Gabriel, do Corinthians, tem expulsão anulada e árbitro do clássico é suspenso

Thiago Duarte Peixoto fica fora da arbitragem por 60 dias

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

06 de março de 2017 | 19h34

O Tribunal de Justiça Desportiva decidiu anular a expulsão do volante Gabriel no clássico entre Corinthians e Palmeiras, realizada no último dia 22, na Arena Corinthians. O jogador recebeu o cartão vermelho erroneamente do árbitro Thiago Duarte Peixoto, que acabou sendo suspenso por 60 dias pelo grave erro cometido na partida.

Gabriel não foi ao julgamento, mas o árbitro esteve presente e tentou se defender do erro. Ele disse que em momento algum foi informado de que Maycon é que havia feito a falta e não Gabriel. Em meio a confusão, ele acabou dando o segundo cartão amarelo e expulsou o volante, que ficou revoltado com a decisão e a partida chegou a ser paralisada por alguns minutos. 

O tribunal ainda confirmou que a primeira advertência recebida pelo jogador está mantida. O Corinthians divulgou na sexta-feira que o primeiro cartão havia sido suspenso também, algo que o TJD negou. 

No total, foram três votos para que o árbitro fosse suspenso por 60 dias e dois por uma punição de 30 dias. Em relação a Gabriel, quatro deles indicaram a anulação da expulsão enquanto um sugeriu que o cartão amarelo também fosse anulado. 

Apesar da decisão, Gabriel não poderá enfrentar a Ponte Preta, neste domingo, pois está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. A primeira advertência foi contra o São Bento, depois teve o primeiro amarelo diante do Palmeiras e o terceiro cartão ocorreu diante do Santos, no último sábado.

O Corinthians ainda foi multado em R$ 10 mil por sinalizadores e faixa de protesto na torcida durante o jogo. 

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansPalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.