Divulgação/CBF
Divulgação/CBF

Gabriel ironiza declaração de Vampeta e brinca com Tite: 'Pior pessoa'

Atacante marcou segundo gol da vitória brasileira sobre a Venezuela e aproveitou para responder ex-volante, que há alguns dias disse que o treinador da seleção não gosta do jogador do Flamengo

Redação, Estadão Conteúdo

08 de outubro de 2021 | 12h07

Com sua comemoração típica com os braços flexionados e um grito, o centroavante Gabriel festejou o seu gol pela seleção brasileira contra a Venezuela, o segundo da vitória por 3 a 1 , na noite de quinta-feira, em Caracas, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Após a partida, já na madrugada desta sexta, o atleta fez uma postagem irônica nas redes sociais.

Em uma foto celebrando o gol com Tite, na legenda do "stories" de seu Instagram, Gabriel escreveu: "Pior pessoa" e um emoji de cara pensativa. A publicação foi uma forma de resposta ao ex-volante Vampeta, hoje comentarista da rádio Jovem Pan, de São Paulo, que há alguns dias disse que o treinador da seleção brasileira não gosta do jogador do Flamengo.

"O Gabigol ele só é convocado pelo Tite pela opinião pública. Pelo Tite, o Gabigol ficava bem longe. O Tite falou que ele é o pior jogador que ele já trabalhou como pessoa. O Tite falou para um cara e o cara me falou e o cara trabalha conosco aqui na Pan", disse Vampeta na ocasião.

Gabriel anotou o gol da virada e ajudou a seleção brasileira a vencer mais uma nas Eliminatórias. Em jogada de Vinícius Júnior, ex-Flamengo, o atacante foi para o rebote, mas sofreu pênalti dentro da pequena área. O próprio jogador foi para a cobrança e converteu a penalidade.

O centroavante voltou a marcar pelo Brasil, após passar seis partidas em branco - quatro delas como titular. A última vez que ele havia balançado a rede foi justamente diante da Venezuela, na vitória por 3 a 0 pela Copa América deste ano.

O Brasil volta a campo neste domingo, às 18 horas (de Brasília), contra a Colômbia, em Barranquilla. O duelo é válido pela quinta rodada e deveria ter acontecido em março deste ano, mas foi adiado por conta da pandemia do novo coronavírus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.