Andre Penner/AP
Andre Penner/AP

Gabriel Jesus admite que ficou devendo na Copa: 'não tive e não criei chances'

Para o atacante, seleção brasileira poderia ter tido um desempenho melhor pela qualidade do elenco

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de janeiro de 2021 | 20h54

O atacante Gabriel Jesus, do Manchester City, acredita que a seleção brasileira poderia ter apresentado um desempenho melhor na Copa do Mundo de 2018 da Rússia, com ele mesmo incluído, por conta da qualidade do elenco.

Jesus foi um dos mais criticados por sua atuação em 2018: com a camisa nove, não marcou nenhum gol no torneio, o que irritou muitos torcedores. Tite e os outros atletas da seleção buscaram defendê-lo ressaltando seu papel táticos de marcar a saída de bola adversária. Ainda assim, o próprio atacante fez uma autocrítica.

"Não tenho problema em falar. Sei o que aconteceu, sei que a gente poderia ter dado mais do que deu pela qualidade do elenco. Eu não perdi nenhum gol. Acho que também não criei ou tive chances", afirmou Jesus, em entrevista ao programa Bola da Vez, da ESPN.

Jesus ainda afirmou que busca treinar para fazer mais arremates ao gol. "Eu sou um atacante que não chuto muito ao gol e isso me prejudica, sim. Hoje, eu acho que estou caindo nisso de novo. Estava chutando mais, tanto que ano passado foi minha temporada mais artilheira no City, mas nessa temporada fiquei um período sem gols e sem chutar muito, mas estou trabalhando e voltando a marcar", comentou o jogador de 23 anos.

Gabriel Jesus marcou um gol hoje, na partida do Manchester City contra o Cheltenham Town. Na atual temporada, o atleta brasileiro tem 5 gols em 16 jogos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.