Lee Smith / Reuters
Lee Smith / Reuters

Gabriel Jesus pede mais apoio aos torcedores: 'Críticas a gente tem demais'

Por sua vez, Miranda destaca paciência e organização da equipe em vitória difícil sobre a Costa Rica

Estadão Conteúdo

22 Junho 2018 | 11h38

O atacante Gabriel Jesus acha que os torcedores precisam apoiar mais a seleção brasileira. Na saída do gramado após a suada vitória por 2 a 0 sobre a Costa Rica nesta sexta-feira, em São Petersburgo, o jogador pediu uma trégua na busca pelo hexacampeonato.

+ O que o Brasil precisa para se classificar às oitavas da Copa do Mundo?

+ Neymar: Um choro para humanizar os brasileiros

+ Neymar exagera, juiz consulta o VAR e anula pênalti para o Brasil

"É preciso apoiar acima de tudo. Críticas a gente já tem demais. A gente já convive com isso. Nós, jogadores, comissão, staff, todos temos em mente a responsabilidade, o orgulho que a gente carrega nesta camisa. Então é apoiar, cara. Não é só o nosso sonho, a nossa vontade, mas a vontade de todos os brasileiros. Acho que tem que apoiar mais os jogadores", afirmou.

A seleção foi bastante criticada após empatar com a Suíça por 1 a 1 na estreia do Grupo E. Nas redes sociais, Neymar foi o principal alvo das reclamações (e dos memes). Na Arena Zenit, nesta sexta-feira, os torcedores no estádio já demonstravam impaciência com a equipe, até que Philippe Coutinho tirou o zero do placar aos 46 minutos do segundo tempo. Neymar ainda ampliou aos 51.

"Não vai ser fácil, a gente sabe como são os jogos na Copa. Não está sendo fácil para ninguém. Hoje foi de parar o coração, foi na raça, no jeito brasileiro. Ninguém gosta de passar por isso", analisou Gabriel Jesus.

 

O zagueiro Miranda destacou o fato de a seleção brasileira ter acreditado até o final. "Jogo difícil. Nossa seleção soube ter paciência e no momento certo soube ter agressividade. Está todo mundo de parabéns pelo empenho e organização. Estamos no caminho certo. O próximo jogo vamos melhorar ainda mais", disse.

Com a primeira vitória na Copa da Rússia, a seleção brasileira assumiu a liderança provisória do Grupo E com quatro pontos. A Sérvia, que venceu a Costa Rica na estreia, pode ir a seis se vencer a Suíça ainda nesta sexta-feira, às 15h (de Brasília).

Os comandados de Tite voltam a campo na próxima quarta-feira, às 15h, quando enfrentarão a Sérvia, em Moscou, no último jogo da primeira fase. No mesmo dia e horário, a Suíça encara a Costa Rica no outro duelo da chave.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.