Eduardo Batpistão/Arte Estadão
Eduardo Batpistão/Arte Estadão

Gabriel Jesus se despede do seu palco predileto

Atacante faz último jogo no Allianz Parque antes de ir para o Manchester City

Gonçalo Júnior, O Estado de S.Paulo

26 Janeiro 2016 | 06h00

Gabriel Jesus estará totalmente dividido neste domingo em seu último jogo no Allianz Parque. Seu coração ainda está no Palmeiras, para uma despedida que ele mesmo já declarou que será “difícil e emocionada”. Sua cabeça, no entanto, já começou a transição para o Manchester City, clube em que vai atuar a partir de janeiro. O atacante de 19 anos conversa com frequência com o volante Fernandinho, seu futuro colega, para saber como é a vida na Inglaterra e com Guardiola. 

A despedida do Allianz Parque pode, na verdade, ser o adeus definitivo. Com a provável confirmação do título hoje, os jogadores titulares podem ganhar férias antecipadas e nada garante que serão escalados na partida diante do Vitória, na última rodada do Campeonato Brasileiro. 

Além disso, o camisa 33 está pendurado com dois cartões amarelos. O Palmeiras pretende fazer uma homenagem nos telões do Allianz, mas mantém os detalhes em segredo.

O estádio é mesmo o melhor lugar para a despedida de Gabriel Jesus. Dos 28 gols que ele fez no Palmeiras, 11 foram marcados na arena. O artilheiro ainda é Dudu com 12. Se fizer mais um contra a Chapecoense, poderá dar o adeus como goleador do estádio que se tornou símbolo da fase do time. 

A ascensão de Gabriel Jesus no Palmeiras foi impressionante. Ele chegou ao clube em 2012 ainda na categoria sub-15, mas não foi unanimidade logo de cara. Só deslanchou dois anos depois. Em novembro de 2014, o atacante, que ainda se chamava Gabriel Fernando e usava a camisa 11, era destaque da equipe sub-17 que se tornou vice-campeão estadual.

Jesus marcou 37 gols em 22 partidas naquele torneio e quebrou o recorde da competição. Na semana passada, quando participou de um reencontro com os jogadores da base organizado pelo Palmeiras, ele foi tratado como ídolo. 

“Não tenho noção do que represento. Gosto de ser uma pessoa normal, sou igual a todos vocês. Frequento o Jardim Peri, bairro onde morei, gosto de estar lá. O Palmeiras vem crescendo cada vez mais. Foi o clube que me abriu as portas, realizei meu sonho aqui”, disse para mais de 200 jovens.

Ele é tão importante para o clube que o presidente Paulo Nobre costuma acionar seu jatinho particular – batizado de Air Pork One – para garantir seu retorno rápido após os jogos da seleção, onde também vem acumulando grandes atuações.

Com cinco gols em seis jogos, ele se tornou titular e uma das referências de Tite. “Ele é de verdade”, disse o técnico do Brasil. Jesus é responsável direto pela recuperação da seleção brasileira, líder das Eliminatórias Sul-Americanas, ao lado de Neymar e Philippe Coutinho. 

INGLATERRA

A cabeça de Gabriel Jesus, no entanto, já está no Manchester City. As conversas com Fernandinho, cada vez mais frequentes, tiveram início nas convocações da seleção brasileira. Os dois estiveram juntos nas partidas diante da Bolívia e Venezuela, em outubro; este mês, reuniram-se para enfrentar Argentina e Peru. Os contatos se tornaram rotineiros por meio do aplicativo de mensagens Whatsapp

O clube inglês pagou € 32,75 milhões (R$ 117,5 milhões pela cotação atual). O técnico Pep Guardiola coloca grandes expectativas em seu futuro centroavante. “Ele é o camisa 9 da seleção brasileira, e isso não é pouco”, diz o espanhol. 

A imprensa inglesa já trata Gabriel Jesus como o “novo Neymar”. “Ele incorpora o estilo brasileiro ideal de um jogador de rua, sempre procurando por soluções inesperadas e disposto a tentar coisas diferentes”, disse o jornal Daily Mirror. “Ele vai dar certo lá, mas vai deixar os palmeirenses com saudades”, diz José Francisco Mamede, primeiro treinador do jogador no time chamado Pequeninos do Meio Ambiente. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Atacante quer arroz, feijão e bife na Inglaterra

Principal preocupação é com a alimentação

Gonçalo Júnior, O Estado de S.Paulo

27 Novembro 2016 | 06h00

A principal preocupação de Gabriel Jesus nos preparativos para viajar à Inglaterra é a alimentação. Acostumado ao tradicional “arroz, feijão e bife”, como ele mesmo define, o jovem de 19 anos teme a adaptação à culinária inglesa e já pensa em alternativas. Por isso, vai levar a mãe, dona Vera, desde o mês de janeiro, para ajudar no processo de adaptação à nova realidade. 

A cidade de Manchester é marcada pela variedade culinária. O rosbife é um prato bastante consumido, mas várias regiões são marcadas por restaurantes orientais. A comida indiana tem forte influência. Preocupado com a dieta dos atletas, o técnico Pep Guardiola, do Manchester City, elaborou uma cartilha em que recomenda que os jogadores evitem alimentos pesados, como pizzas e massas. 

Outra preocupação do atacante é o clima. Jesus vai chegar à Inglaterra em janeiro, o que corresponde ao inverno no país. Janeiro e fevereiro são os meses mais frios, com temperaturas máximas de 6º C, uma realidade muito diferente da brasileira. A partir de março, as temperaturas sobem para 9º C. No verão, de junho a setembro, os termômetros chegam a 19º C. 

IDIOMA

Jesus tem conversado bastante com Fernandinho, seu futuro colega de clube. Depois dos contatos na concentração da seleção brasileira nas últimas quatro partidas, eles conversam principalmente por Whatsapp. Os temas são variados: moradia, clima, alimentação e ritmo de treinamento. 

Em relação à língua inglesa, Jesus foi aconselhado por Fernandinho a estudar inglês lá na mesmo, para facilitar a compreensão. O palmeirense fez algumas aulas particulares no Brasil, mas ainda não começou a estudar para valer.  Dentro de campo, Gabriel Jesus terá de tomar um cuidado especial com seu estilo de jogo, principalmente nas reclamações com a arbitragem. O jogador recebeu 11 cartões amarelos no Brasileirão.

O camisa 33 também terá de administrar a grande expectativa da imprensa inglesa. Embora tenha sido considerado o “novo Neymar”, Gabriel Jesus está sujeito a ficar na reserva até se adaptar ao futebol inglês. Alguns jornais ingleses esperam que Jesus repita o sucesso dos “Samba Boys” do Liverpool, grupo formado pelo Coutinho, Lucas Leiva e Firmino e que levou a equipe ao segundo lugar do Campeonato Inglês. 

O City é um dos fortes candidatos ao título inglês desta temporada. Na Liga dos Campeões, garante a vaga na próxima fase se empatar com o Celtic, em casa, na última rodada. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.