Jf Diorio/ Estadão
Jf Diorio/ Estadão

Gabriel Jesus, sozinho, fez mais gols que todo o ataque do Corinthians

Time alvinegro sofre com a falta de goleadores no Brasileiro

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

18 Agosto 2016 | 07h03

Um dos setores que mais causa preocupação no Corinthians é o ataque, onde o técnico Cristóvão Borges quebra a cabeça para achar alguém que consiga marcar gols. Se o treinador olhar para o rival Palmeiras, a situação fica ainda mais delicada. Afinal de contas, Gabriel Jesus sozinho, com menos jogos disputados, tem mais gols do que todo o ataque corintiano. 

O artilheiro do Campeonato Brasileiro fez dez gols em 12 partidas e não atua há um mês. Seu último jogo foi dia 17 de julho, na vitória por 1 a 0 sobre o Inter. De lá para cá foram cinco jogos. Um ele cumpriu suspensão e outros quatro ele esteve com a seleção olímpica que tentará a inédita medalha de ouro contra a Alemanha, sábado.

Enquanto isso, os atacantes do Corinthians penam. Romero fez quatro gols em 14 jogos, Guilherme tem dois em 19, enquanto Rildo, André e Rildo balançaram as redes uma vez, cada, em 15, 11 e dois jogos, respectivamente. Juntos, marcaram apenas nove gols. 

Romero, ao lado de Bruno Henrique e Marquinhos Gabriel, são os artilheiros do Corinthians no Brasileiro, com quatro gols cada. A dificuldade em conseguir balançar as redes - foram só três nos últimos cinco jogos - fez o time cair na tabela. A pressão aumentou.

“Existe a busca por jogadores e estamos monitorando o mercado, mas ainda não abrimos negociação”, avisou o presidente do clube, Roberto de Andrade que só pode recorrer a jogadores da Série B, atletas que estão sem clube ou que fizeram menos de seis jogos na Série A do Brasileiro.

Em meio a isso, o técnico Cristóvão Borges é cobrado por resultados melhores, mas diz confiar nos dirigentes. “Há a certeza da chegada e sei que ela vai acontecer”, espera.  

Enquanto isso, o treinador aproveita a semana para fazer testes e deve escalar o Corinthians com novidades para encarar o Vitória, na segunda-feira, no Itaquerão. Guilherme e Marlone podem ganhar uma chance de mostrar serviço.

Já o técnico Cuca vive clima de paz no Palmeiras. Na quarta-feira, o goleiro Jailson treinou normalmente e parece recuperado de dores na coxa direita, que ele sentiu após o jogo com o Atlético-PR. Edu Dracena e Leandro Pereira também podem jogar no domingo, contra a Ponte Preta, no Allianz Parque. 

Mais conteúdo sobre:
Corinthians Palmeiras Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.