Vítor Silva/SS Press
Vítor Silva/SS Press

Gabriel prevê jogo difícil para Botafogo no Chile pela Copa Libertadores

Time carioca viajou nesta segunda-feira para Santiago, onde enfrenta o Unión Española

AE, Agência Estado

24 de fevereiro de 2014 | 17h04

RIO - O time do Botafogo viajou na tarde desta segunda-feira para Santiago, local da próxima partida na Copa Libertadores, contra o Unión Española, que será realizada na quarta-feira. A equipe vai para esse confronto com uma tranquilidade a mais após ter vencido o clássico contra o Fluminense no domingo, mantendo as chances de chegar às finais do Campeonato Carioca.

O meia Gabriel, exaltou a vitória sobre o rival, que deu fôlego ao time no Campeonato Carioca, mas considera que a Libertadores vai exigir mais atenção dos jogadores. "É o tipo de vitória que dá uma confiança a mais para o grupo. Batemos de frente com o bom time do Fluminense e ganhamos de forma maiúscula. Na Libertadores é diferente. É um jogo mais físico, de contato. Temos que saber usar isso, não ser desleal e manter os pés no chão para chegar forte, mas sempre na bola", disse Gabriel.

O time venceu bem os dois últimos jogos disputados na competição continental. Animado com o desempenho, Gabriel está confiante que sua equipe tem condições de se classificar entre os melhores, o que teoricamente, daria confrontos mais fáceis nas fases iniciais de mata-mata. "Sabemos que Libertadores é guerra e o Botafogo está com isso na cabeça. Buscaremos todos os pontos para se classificar no primeiro lugar geral", afirmou.

Essa será apenas a segunda rodada da fase de grupos da Libertadores. No momento, o Botafogo lidera o Grupo 2, com 3 pontos. Já no Carioca o time ocupa a sexta colocação, e está a três pontos do Vasco, último time dentro da zona de classificação às semifinais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.