Cesar Greco/Palmeiras
Cesar Greco/Palmeiras

Gabriel Veron volta a treinar e pode reforçar o Palmeiras contra o Botafogo

Jovem atacante se recuperou de entorse no tornozelo, enquanto que o lateral Esteves avançou no processo de transição física

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

05 de outubro de 2020 | 19h07

O Palmeiras se reapresentou na tarde desta segunda-feira na Academia de Futebol depois de vencer o Ceará por 2 a 1 no último sábado, pela 13ª rodada do Brasileirão. A novidade na atividade foi o atacante Gabriel Veron, que está recuperado de entorse no tornozelo esquerdo e voltou a treinar sem limitações. O jovem deve reforçar o time alviverde no duelo contra o Botafogo, quarta-feira,  às 21h30, no Engenhão, pela 14ª rodada.

Veron vinha de boas apresentações antes de se lesionar contra o Flamengo. Ele tem quatro gols marcados em 19 partidas desde que subiu ao profissional. Na atual temporada, são 16 jogos e duas bolas na rede. Na sua ausência, Vanderlei Luxemburgo escalou Rony de um lado e Wesley na outra ponta. Os dois, especialmente o segundo, subiram de produção e a tendência é de que continuem na equipe.

Já o lateral-esquerdo Lucas Esteves avançou em seu processo de transição física e treinou pela primeira vez desde o dia 8 de setembro, quando lesionou a coxa direita. O jovem jogador participou da atividade com o grupo sem restrições por uma hora. Na sequência, realizou um trabalho físico à parte com os preparadores físicos. 

"Voltar a treinar com os meus companheiros me deixa muito motivado. Hoje foi o meu primeiro treino com o grupo após a lesão e estou me sentindo bem. Estou me recuperando aos poucos, seguindo todos os conselhos do departamento médico, e espero voltar o mais rápido possível", afirmou o atleta de 20 anos.

No entanto, Esteves ainda precisará de mais um tempo antes de voltar aos gramados. Assim, sem ele e Viña, que está com a seleção uruguaia, Luxemburgo terá de improvisar alguém no setor ou lançar o garoto Renan Victor, de 18 anos, que tem treinado com o time principal e chegou a ficar no banco de reservas contra o Ceará.

Diogo Barbosa e Victor Luís, que eram os reservas do uruguaio, foram negociados com Grêmio e Botafogo, respectivamente. Poucos jogadores do atual elenco já atuaram na lateral esquerda. Uma das opções é Gustavo Scarpa, que chegou a jogar no setor em início de carreira e por ali atuou improvisado por alguns minutos contra o Red Bull Bragantino, em duelo do Campeonato Paulista.

Além de Viña, também não enfrentam o Botafogo o goleiro Weverton e o meio-campista Gabriel Menino, que estão com a seleção brasileira, e o zagueiro Gómez, com o Paraguai. Jailson, Bruno Henrique e Luan são os substitutos prováveis. Lucas Lima e Zé Rafael, por outro lado, retornam após cumprirem suspensão pelo acúmulo de amarelos.

No treino desta segunda, os titulares contra o time cearense participaram da primeira parte do treino no campo com os demais companheiros e, em seguida, complementaram com atividades regenerativas na parte interna do centro de excelência.  O restante, incluindo Luan, Ramires, Danilo, Gustavo Scarpa e Gabriel Silva, que entraram no decorrer do confronto com o Ceará, trabalhou no gramado em período integral e realizou movimentações técnicas com poucos toques na bola por atleta.

O atacante Luiz Adriano, desfalque nos dois últimos confrontos, deu continuidade à transição física no gramado com o preparador Rudy Pracidelli. O camisa 10 deu tiros de corridas e fez exercícios de mudanças de direção. É improvável que esteja à disposição para o duelo no Engenhão. Com isso, Willian deve seguir entre os titulares.

O Palmeiras está invicto há 20 partidas e ocupa a terceira colocação do Campeonato Brasileiro, com 22 pontos, decorrentes de cinco vitórias e sete empates. Na terça, o time alviverde treina às 16 horas e embarca na sequência para o Rio de Janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.