Daniel Batista/Estadão
Daniel Batista/Estadão

Gafes, anúncios e homenagens marcam festa do Palmeiras

Clube comemora 101 anos de sua fundação na quarta-feira

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

25 de agosto de 2015 | 09h25

O Palmeiras comemora 101 anos de sua fundação nesta quarta-feira, mas já celebrou o aniversário com um banquete para conselheiros e convidados na última segunda-feira, em um evento marcado por homenagens, críticas, gafes e anúncios por parte do clube.

Cerca de duas horas antes do início da festa, o volante Arouca, através de suas redes sociais, já "estragou" uma parte da surpresa da festa, ao divulgar o terceiro uniforme do clube, que será predominantemente cinza, com detalhes em verde. A ideia da diretoria é que a revelação oficial acontecesse só na festa.

Logo no início do evento, o presidente Paulo Nobre discursou e após destacar a grandeza do clube, aproveitou para alfinetar a gestão de Arnaldo Tirone, seu antecessor. "Foi triste a situação que encontramos o clube em janeiro de 2013. Não adiantava seguir na mesma receita que vinha sendo usada. A visão que o clube tinha no mercado também era muito ruim e conseguimos resgatar isso", disse o dirigente, que foi bastante aplaudido depois das declarações. Entre os convidados estavam Tirone e outros ex-dirigentes, como Roberto Frizzo, Walter Munhoz e Afonso Della Monica.

O discurso de Nobre, assim como os vídeos e as informações passadas logo em seguida tiveram como destaque justamente as melhorias promovidas pela atual diretoria, o que acabou soando para alguns convidados como uma discreta campanha eleitoral. Em um dos vídeos, diversos dirigentes e ídolos comentaram a história do clube. Quando Mauricío Galiotte apareceu na tela, alguns convidados chegaram a gritar e saudar o atual vice-presidente e que deve ser o candidato na próxima eleição, em 2017.

Em seguida, foi feita uma homenagem para alguns goleiros, como forma de comemorar a "escola de goleiros do Palmeiras". Foram lembrados Oberdan (que foi representado por sua filha Walkyria Cattani), Valdir de Moraes (que não pôde ir e gravou uma mensagem, Emerson Leão (que também não foi), Velloso, Sérgio, Marcos e Fernando Prass, que não foi formado no clube. O atual titular do Palmeiras não esteve presente, pois está com a delegação que na quarta-feira encara o Cruzeiro, pela Copa do Brasil, em Belo Horizonte. Eles receberam das mãos de Paulo Nobre uma placa pelos serviços prestados.

Durante a homenagem aos goleiros, foram citados todos os títulos que eles conquistaram. Porém, no momento em que se falou de Fernando Prass, o título da Série B de 2013 foi ignorado.

Ainda durante a participação dos goleiros, foi revelado que o busto do ex-goleiro Marcos será inaugurado no dia 12 de dezembro, data que os palmeirenses passaram a considerar como o "Dia de São Marcos" fazendo referência ao fato da camisa 12 ter sido a que marcou a carreira do ex-jogador.

José Roberto Lamacchia e Leila Pereira também receberam homenagens. Os donos da Crefisa e da FAM, que patrocinam o clube e foram os responsáveis pela contratação do atacante Lucas Barrios, receberam títulos de cidadão palmeirense. Em seguida, houve o lançamento oficial do novo uniforme, que ainda não tem data certa para estrear, mas isso pode acontecer já nesta quarta-feira.

E no fim das festividades, a apresentadora Sabrina Parlatore cometeu uma gafe ao chamar o estádio do Palmeiras de Allianz Club e não Allianz Parque, após ouvir os convidados gritando o nome do clube. Aliás, nenhum representante da WTorre esteve presente na festa. Após todas homenagens, o grupo de rock Titãs cantou alguns de seus sucessos e músicas novas para encerrar a festa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.