Tolga Bozoglu/EFE
Tolga Bozoglu/EFE

Galatasaray perde do classificado Porto em casa, mas garante-se na Liga Europa

Já sem chances na Liga dos Campeões, time turco conseguiu se garantir em outro torneio europeu

O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2018 | 18h11

Com os dois classificados às oitavas de final já definidos, o Grupo D da Liga dos Campeões tinha em jogo na última rodada apenas a vaga para a Liga Europa. E ela ficou com o Galatasaray. Mesmo com a derrota para o Porto nesta terça-feira, em casa, por 3 a 2, o time turco foi beneficiado pela vitória do Schalke 04 sobre o Lokomotiv Moscou por 1 a 0, em Gelsenkirchen, e vai disputar o torneio.

Já garantido nas oitavas da Liga dos Campeões como campeão da chave, o Porto terminou a primeira fase com 16 pontos, cinco à frente do Schalke. O Galatasaray encerrou com quatro pontos, na terceira colocação, enquanto o Lokomotiv foi o lanterna, com apenas três.

O confronto em Istambul, nesta terça, teve de tudo. Foram cinco gols, três pênaltis, decisões polêmicas da arbitragem e muita movimentação. Logo aos dez minutos, o Galatasaray reclamou muito de um pênalti claro não marcado em toque de mão de Diogo Leite, que impediu gol certo em cima da linha.

Quando o Galatasaray era melhor, o Porto aproveitou a qualidade do zagueiro Felipe, ex-Corinthians, na jogada aérea para abrir o placar. O cruzamento foi do ex-gremista Alex Telles. O segundo saiu aos 41, quando Hernani pedalou para cima de Mariano, ex-Fluminense, e caiu. O árbitro Alexey Kulbakov assinalou pênalti duvidoso, que Marega converteu.

O Galatasaray respondeu e marcou o seu primeiro em nova marcação polêmica de Alexey Kulbakov. Dois minutos mais tarde, ele considerou que Garry Rodrigues foi tocado por Felipe após entrar na área e também assinalou pênalti, que Feghouli cobrou com categoria.

Na etapa final, o Galatasaray foi todo ataque, pressionou, mas viu o Porto marcar o terceiro. Aos 11 minutos, Hernani recebeu pela direita, deu lindo corte em Nagatomo e deixou Sergio Oliveira sozinho para marcar.

Nem assim o Galatasaray desistiu, e o esforço seria recompensado aos 19, quando Derdiyok finalmente aproveitou uma das muitas chances que teve e diminuiu. Um minuto mais tarde, Feghouli teve a chance de empatar em novo pênalti controverso sofrido por Garry Rodrigues, mas acertou o travessão e jogou um balde de água fria na torcida.

O prejuízo do Galatasaray só não foi maior porque o Lokomotiv não conseguiu surpreender o Schalke na Alemanha. O confronto foi bem menos movimentado do que o da Turquia e se encaminhava para o um 0 a 0 sem graça, quando, já nos acréscimos, Schöpf aproveitou rebote do goleiro para dar a vitória aos donos da casa.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.