Douglas Magno/AFP
Douglas Magno/AFP

Galatasaray vai oferecer R$ 24 milhões ao Corinthians por Pato

Proposta é inferior à da Lazio, mas salário para o jogador é maior

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2015 | 23h35

O Corinthians deve receber nos próximos dias uma proposta oficial de 7 milhões de euros (R$ 24 milhões) do Galatasaray, da Turquia, por Alexandre Pato. O valor é menos da metade do que os 15 milhões de euros (R$ 51 milhões pela cotação atual) que o Alvinegro pagou em 2013 para contratá-lo do Milan. A diretoria, no entanto, estaria disposta a vendê-lo mesmo assim.

Pelo acordo assinado em 2013, Pato ficaria com 40% do montante da transação (R$ 9,6 milhões), e o Corinthians com 60% (R$ 14,4 milhões). Além de estar precisando de dinheiro para quitar dívidas com o elenco, o Alvinegro deseja se livrar do alto salário do jogador. Até o fim do ano, o pagamento de R$ 800 mil mensais é dividido com o São Paulo, depois o Corinthians terá de arcar com tudo sozinho.

Pato teria sido sondado também pela Lazio, da Itália. A proposta seria de 9 milhões de euros (R$ 31 milhões), mas com salários e prêmios menores do que os oferecidos pelos turcos. Outra vantagem do Galatasaray na disputa por Pato é o fato de o clube estar na Liga dos Campeões 2015/16.

O São Paulo possui prioridade na compra de Pato e o Corinthians precisa do aval do rival para vender o atacante antes de dezembro deste ano por um valor inferior a 10 milhões de euros (R$ 34 milhões). O clube do Morumbi, porém, já adiantou que não pretende desembolsar uma quantia tão elevada para exercer a sua prioridade e cobrir ofertas recebidas pelo Corinthians.

Pato está emprestado ao São Paulo até o fim do ano. O vínculo do atacante com o Corinthians termina somente em dezembro de 2016. O presidente Roberto de Andrade admitiu publicamente várias vezes que espera negociar o jogador para a Europa nesta janela de transferências.

O atacante entrou na Justiça contra Corinthians e São Paulo cobrando direitos de imagens atrasados. Pato solicitou a rescisão de contrato em caráter emergencial, mas a Justiça negou o pedido porque os dois clubes apresentaram os comprovantes de que quitaram os débitos com o jogador. Uma audiência está marcada para o dia 3 de setembro, quando a janela de transferências estará fechada. Pato já defendeu o São Paulo em sete jogos do Campeonato Brasileiro e não pode mais atuar por outro clube da Série A.

ACORDO

O atacante chegou a um acordo com o Corinthians para retirar o processo que estava na Justiça referente ao atraso no pagamento de direito de imagem. Assim, o caso será arquivado e as partes não precisam aguardar uma nova audiência marcada para setembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.