Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Galhardo diz ter família vascaína e elogia Zé Ricardo antes de provável estreia

Lateral-direito é um dos reforços do Vasco para a nova temporada e pode fazer primeiro jogo contra o Nova Iguaçu

Estadão Conteúdo

20 Janeiro 2018 | 16h18

Em meio a crise política e agora com novo presidente, o Vasco pode ter novidades dentro de campo neste domingo, quando enfrenta o Nova Iguaçu, pela segunda rodada do Campeonato Carioca. Um dos reforços do clube carioca, o lateral-direito Rafael Galhardo está entre os relacionados para a partida e pode fazer sua estreia pelo clube para o qual boa parte de sua família torce, como contou neste sábado o próprio jogador.

+ Leia mais notícias sobre o Vasco

+ Em ato inédito, Conselho Deliberativo do Vasco elege Alexandre Campello

"Tenho muito respeito pelos clubes que já passei, mas toda camisa que visto, visto com muito carinho. Grande parte da minha família é formada por vascaínos. Para mim é motivo de muita felicidade estar vestindo essa camisa e certamente vou honrar essa oportunidade", disse o jogador de 26 anos.

O lateral, que sofreu com lesões e foi pouco aproveitado em 2017 no Cruzeiro, disputará posição com Yago Pikachu e projeta um bom ano pelo no Vasco, mesmo com a crise política intensa que o clube vive.

"Temos um ano importante pela frente, Campeonato Carioca e Libertadores, que é uma competição em que queremos muito chegar na fase de grupos. Posteriormente, temos o Campeonato Brasileiro também. A nossa expectativa é boa. Queremos fazer um grande ano e chegar ao final de 2018 com nosso dever cumprido", afirmou.

Revelado pelo rival Flamengo, Galhardo já conhece o auxiliar do técnico Zé Ricardo, Cléber dos Santos, e elogiou o comandante vascaíno. "Trabalhei na base com o Cleber, auxiliar do Zé Ricardo, é um treinador que eu conheço. O Zé é um treinador jovem, com ideias novas, com trabalhos novos. Vem fazendo um grande trabalho aqui no Vasco e tenho certeza que vai nos ajudar muito a alcançar os nossos objetivos e títulos que precisamos pela frente".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.