Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Galiotte garante permanência de Prass no Palmeiras até ano que vem

Durante evento, presidente do clube afirma que renovação de contrato do goleiro está encaminhada

O Estado de S. Paulo

26 de setembro de 2017 | 15h31

O presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte, afirmou nesta terça-feira que o clube tem encaminhado com o goleiro Fernando Prass a renovação do contrato por mais uma temporada. Durante evento de lançamento da rede de escolas de futebol do clube, em São Paulo, o dirigente garantiu que o acordo está perto de ser fechado e encerrar o impasse, pois o vínculo atual termina em dezembro.

"Nós estamos bastante alinhados com o Fernando Prass. Nos próximos meses vamos assinar. Está tudo bem. Provavelmente será um ano de contrato", disse Galiotte. O presidente e o goleiro já se reuniram nas últimas semanas para tratar de detalhes. Prass é o jogador do Palmeiras que está há mais tempo no elenco, ao ter sido contratado em 2012, após deixar o Vasco.

O clube ainda tem para resolver outras situações parecidas à do goleiro. Os laterais Egídio e Zé Roberto também têm contrato somente até o fim do ano. "Nós temos outras situações parecidas com a do Prass, então vamos tratar ao término do campeonato. Mas nós já tratamos com o jogador (Prass), ele está ciente. Então está tudo tranquilo", comentou.

Durante o evento, Galiotte negou especulações sobre o interesse do clube por jogadores como o meia Lucas Lima, do Santos, e o goleiro Weverton, do Atlético-PR, e garantiu que até o momento só há um reforço fechado para o ano que vem. Trata-se do zagueiro Emerson Santos, do Botafogo.

ESCOLINHA

O Palmeiras inaugurou nesta terça-feira o projeto de rede de escolas de futebol oficiais do clube. Além de descobrir talentos, o intuito é dar oportunidade a crianças carentes e ensinar inglês. A metolodia de ensino será a mesma utilizada nas categorias de base e com o trabalho, a equipe pretende captar possíveis destaques para períodos de experiência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.