Cesar Greco/ Palmeiras
Cesar Greco/ Palmeiras

Galiotte reafirma posição do Palmeiras e aguarda aval para retorno aos treinos

Presidente do clube também salientou que a prioridade, neste momento, é preservar a saúde das pessoas

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de junho de 2020 | 17h22

Em vídeo divulgado pelo Palmeiras em suas redes sociais, o presidente Maurício Galiotte deixou uma mensagem endereçada aos torcedores. Nela, o dirigente reforçou a posição do clube de esperar o aval das autoridades sanitárias para retomar os treinamentos presenciais na Academia de Futebol e também salientou que a prioridade, neste momento, é preservar a saúde das pessoas.

"O Palmeiras vai manter o mesmo posicionamento desde o início da pandemia. Nos preocupamos com as pessoas, com a saúde de todos, com nossos atletas, com nossos funcionários e colaboradores e assim vamos manter essa mesma postura. Estamos aguardando posicionamento do Governo do Estado e da Prefeitura de São Paulo para que a gente possa, no momento adequado, com máximo de segurança possível, em um ambiente no máximo saudável possível, estar de volta aos treinamentos", disse Galiotte, em depoimento à TV Palmeiras divulgado nas redes sociais do clube.

Na última quinta-feira, ao lado de Andrés Sanchez e Carlos Augusto de Barros e Silva, presidentes de Corinthians e São Paulo, respectivamente, Maurício Galiotte participou de uma reunião com o prefeito Bruno Covas, que recebeu dos dirigentes e da Federação Paulista de Futebol (FPF) o Protocolo de Retomada Gradual dos Treinos.

A ideia do Palmeiras e dos outros clubes era realizar testes de covid-19 em todo o elenco e membros da comissão técnica neste fim de semana. No entanto, no encontro ficou acordado que os times vão aguardar o aval das autoridades sanitárias para fazer a testagem e, posteriormente, reiniciar os trabalhos presencialmente.

"No momento certo em que nós tivermos autorizações, estaremos juntos, atletas e comissão técnica, atendendo ao protocolo de segurança e orientação, para que a gente possa fazer os treinamentos de forma que todos tenham segurança no trabalho. Em breve estaremos juntos, torcedor", afirmou Galiotte.

O Palmeiras não treina na Academia de Futebol desde o dia 13 de março. O Campeonato Paulista foi suspenso em 16 de março por causa da pandemia do coronavírus, quando restavam duas rodadas da fase de classificação a serem disputadas.

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMauricio GaliottePalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.