Gallo desabafa e ataca Emerson Leão

O técnico Gallo resolveu desabafar nesta segunda-feira. Há pouco mais de duas semanas no comando do time, ele ficou irritado depois de ouvir novamente de que Emerson Leão poderia voltar para a Vila Belmiro. "O Leão é um técnico que está tanto tempo aí, mas que ganhou poucos títulos". E emendou: "Talvez ele não esteja acostumado a comemorar um título, que é o que deveria fazer, ao invés de tentar desestabilizar o Santos, que isso ele não vai conseguir". "Sou um treinador novo, da nova geração, estou no futebol há 24 anos, conheço todos os seus meandros", garante. Gallo conversou com o presidente Marcelo Teixeira e sabe que conta com a confiança do dirigente. "Espero cumprir meu contrato até o fim e jamais aceitaria a situação de ser tampão". E continuou falando de Leão: "cada um fala o que quer, mas tem de ouvir o que não quer também". Para Gallo, "as pessoas tentam usar um título que já não conseguiam a algum tempo, um dos poucos que tem na carreira, justamente para tentar desestabilizar o talvez mais forte concorrente que tem. Estamos bem conscientes disso, sabemos que não vai acontecer, os jogadores estão conscientes e já conversamos sobre o assunto e vamos continuar nosso trabalho com os pés no chão".Perguntado se há ética no futebol, Gallo respondeu que "foi citado muito esse problema de ética quando saí da Portuguesa, mas aquele era o meu momento; busquei uma situação melhor". E continuou atacando o desafeto: "depois de ganhar um título, uma pessoa não pode gritar aos quatro cantos que A, B ou C estiveram atrás dele. Nesta segunda-feira mesmo recebi uma proposta de um grande time e não ia falar se vocês não tivessem perguntado sobre essa situação".Giovanni - O atacante Giovanni, que está no grego Olympiakos e jogou no Santos quando Gallo era o volante, voltou a interessar ao clube para o Brasileiro. O técnico não falou em negociações, mas fez muitos elogios ao ex-companheiro de time. "Acho que ele teria lugar aqui. Ele é um de frente, de área, uma referência, um jogador com 1,94 m e que tem atuado como centroavante. Foi artilheiro no ano passado do campeonato grego, com 21 gols".Tanta informação sobre Giovanni tem sua razão de ser, segundo Gallo: "é um grande amigo, um grande jogador e uma grande pessoa". Ele sabe que o atacante quer voltar ao Brasil e comentou que "todo grande jogador é sempre bem vindo", disse ele, encerrando o assunto ao dizer que "a gente vai divulgar quando acontecer o contato definitivo".Reforços - Os laterais Léo e Paulo César e o volante Fabinho retornam na partida desta quarta-feira contra a LDU, mas Gallo continua tendo problemas de contusões. O meia Fábio Baiano, com lesão na coxa, vai ficar dez dias afastados e é o maior problema para o técnico escalar o time. Basílio está com dores musculares e pode ficar no banco. Já Tcheco foi vetado. Ele tem uma contusão no músculo adutor da coxa.Gallo comentou que pretendia poupar o meia Fábio Baiano no clássico contra o São Paulo, mas não conseguiu fazer isso. Por causa da forte de chuva, ele antecipou o fim do treino de ontem, para evitar novas contusões. Ele deverá escalar o time nesta terça e busca um substituto para Fábio Baiano. Pode armar a equipe com três zagueiro e só com Ricardinho fazendo a ligação com o ataque ou escalar o novato Rossini na meia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.