Gallo faz testes e garante Ponte Preta forte contra a Caldense

Apesar do já tradicional mistério que costuma fazer para esconder a escalação da Ponte Preta, o técnico Alexandre Gallo deve apresentar algumas novidades para o jogo de volta contra a Caldense, quinta-feira, às 21h30, no estádio Moisés Lucarelli, pela Copa do Brasil. Como venceu em Poços de Caldas, por 2 a 1, o time campineiro pode perder até por 1 a 0, para chegar à segunda fase.

Estadão Conteúdo

12 de abril de 2016 | 21h05

"Não adianta revelar o time para vocês porque vocês vão divulgar", sempre diz o técnico à imprensa. Mas fora do Campeonato Paulista, ele garante que "vamos ter um time forte para carimbar nossa vaga na segunda fase".

Gallo fez um treinamento com portões fechados no centro de treinamento. Manteve a base titular da defesa, mas fez várias experiências no setor de meio de campo. Ele pode até usar quatro volantes, fortalecendo o setor formado com Jonas, Renato Augusto, Elton e João Vitor.

Mas testou o time com dois volantes de marcação - Jonas e Elton -, dando mais liberdade para o meia Ravanelli encostar nos atacantes, que seriam Felipe Azevedo, Wellington Paulista e Taiberson. Outro jogador que pode aparecer, de início ou durante o jogo, é o meia Rhayner, que vinha realizando um trabalho físico especial. Quem também tem entrado nos jogos aos poucos é o meia Felipe Menezes, que Gallo sempre faz questão de elogiar como "um elemento que faria a transição mais rápida da defesa para o ataque".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.