Divulgação/TV Globo
Divulgação/TV Globo

Galvão Bueno e empresários doam R$ 12 milhões e narrador nega aposentadoria

Narrador da TV Globo anunciou ajuda para combater o novo coronavírus

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de abril de 2020 | 08h12

Galvão Bueno é mais uma personalidade que decidiu entrar na luta contra o novo coronavírus. O narrador número 1 da TV Globo se uniu a alguns amigos e juntos doaram R$ 12 milhões para organizações que ajudam no combate ao covid-19. No total, serão mais de 40 mil famílias beneficiadas, de acordo com o narrador.

A informação foi divulgada por Galvão durante uma live com o apresentador e comediante Fábio Porchat, na noite da última quinta-feira. "Estou num projeto com amigos, com o Eduardo Lyra. E já ajudamos cerca de 40 mil famílias. Sou eu e mais alguns empresários. Em valor de dinheiro, passamos de R$ 12 milhões em donativos, com as pessoas cooperando. Estou gratificado com isso. As pessoas estão se doando. Solidariedade e amizade são coisas importantíssimas", comentou o narrador. 

Galvão também aproveitou para negar, mais uma vez, sua aposentadoria. Ele havia dado a entender recentemente que a Copa de 2022, no Catar, seria sua última, mas disse que as pessoas entenderam errado. 

"Eu nunca falei que ia me aposentar. As pessoas entenderam errado. No final da Copa de 2010, confesso que não me via narrando a Copa de 2018 na Rússia. E como a Copa de 2014 seria no Brasil e na de 2010 eu estava completando dez Copas do Mundo, ali eu falei que queria ter um minuto meu, na final que a Espanha ganhou da Holanda. Depois, eu disse que faria minha última transmissão de Copa do Mundo no exterior, fui para Rússia e agora não sei mais para onde eu vou. Não consigo ficar parado em casa. Como vou me aposentar?", brincou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.