Gama joga pressão sobre o São Paulo

O time do Gama promete enfrentar o São Paulo nesta quarta-feira, no estádio do Morumbi, às 21h40, com a mesma disposição do empate por 2 a 2 na partida de ida da Copa do Brasil. O time brasiliense, que nunca passou da segunda fase da Copa, avança às oitavas-de-final se vencer o jogo, ou empatar por 2 a 2 e ganhar nos pênaltis. "Nós somos franco-atiradores", definiu o técnico Cristiano Baggio. "Nosso adversário está sob pressão, vive um momento difícil, e por isso vamos deixar todas as iniciativas do jogo para eles enquanto esperamos pela melhor oportunidade para atacar", disse.Nos últimos dias, os jogadores do Gama intensificaram nos treinos as jogadas de contra-ataque, com subidas velozes pelas laterais. O caminho da vitória, mesmo assim, esbarra em dificuldades na formação da equipe titular. O zagueiro Gustavinho deixou há poucos dias o departamento médico e não está confirmado pela comissão técnica, o meia Ronaldo tem problemas na sua documentação, Alex está sem ritmo e o atacante Romualdo, que ficou um mês parado, faz sua última partida, já que foi cedido ao Marília (SP) por empréstimo.Por fim, o técnico Cristiano Baggio deve definir se ele começa ao lado de Romualdo ou Luciano Fonseca na armação. "Nossos problemas são pequenos diante das circunstâncias do jogo", acredita.Para o meia Luciano Fonseca, o Gama não vai entrar em campo com subidas ao ataque. "A responsabilidade no jogo é do São Paulo", diz ele. O time de Brasília sabe que o São Paulo terá de vencer o jogo para continuar na competição, enquanto vive uma situação complicada com a perda do campeonato paulista, um empate na estréia do Brasileiro diante do Juventude e a pressão da torcida sobre jogadores e técnico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.