Gama vence Bota e segue na Copa do Brasil

O ano do centenário do Botafogo começou mal e, pelo visto, o torcedor não vai poder comemorar uma conquista de títulos. Após ser eliminado precocemente nas duas fases do Campeonato Estadual, o Alvinegro perdeu para o Gama, por 3 a 2, nesta quarta-feira à noite, no Maracanã, e está fora da Copa do Brasil. Na primeira partida entre as equipes, disputada em Brasília, houve empate por 4 a 4. Revoltados, torcedores hostilizaram o técnico Levir Culpi, e pediram a demissão do treinador. Apesar de ter desperdiçado uma cobrança de pênalti, o atacante Alex Alves, autor dos dois gols, foi o único jogador poupado das críticas da torcida. O jogo começou e logo aos 9 minutos, o lateral- direito Ruy cruzou a bola e Alex Alves, sozinho, completou de cabeça, inaugurando o marcador. Mas a resposta do time brasiliense veio em dois minutos. O atacante Victor aproveitou falha do goleiro Jeffeson e empatou a partida. Melhor na conclusão de seus ataques, o Gama passou à frente do placar, aos 17 minutos, em uma cobrança de falta do volante Tiago. Em uma nova falha do goleiro do time carioca, que arrumou mal a barreira e pulou atrasado na bola. A defesa do Botafogo continuou desorganizada, cedendo espaços para os atacantes adversários criarem e finalizarem as jogadas com calma e precisão. Os zagueiros João Carlos e Sandro não mostraram entrosamento e, aos 36 minutos, Victor novamente dominou a bola e chutou forte para fazer o terceiro gol para o Gama. Diante da má atuação do Alvinegro, os torcedores começaram a chamar de "burro" o técnico Levir Culpi. O treinador optou por modificar a equipe no segundo tempo. Entraram o volante Carlos Alberto e o atacante Hugo nos lugares de Túlio e Dill, respectivamente. O desempenho da equipe melhorou e, aos 9 minutos, o oportunista Alex Alves aproveitou falha do lateral-esquerdo Boby e diminuiu a diferença: 3 a 2. Um empate por 3 a 3 seria suficiente para o Botafogo avançar na competição, por causa da igualdade no marcador, por 4 a 4, na primeira partida. A oportunidade para marcar seu terceiro gol surgiu em um pênalti sobre Alex Alves, marcado pelo árbitro Wallace Nascimento Valente (ES), aos 36 minutos. O próprio atacante cobrou, mas acertou a bola na trave. Sonho - O presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas, viajou nesta quarta à Europa com o objetivo de negociar novos patrocinadores para o clube e contratar um reforço para a disputa do Campeonato Brasileiro. O meia Djalminha, do La Coruña, é um dos jogadores que interessam ao dirigente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.