Gamarra lamenta outro gol no fim do jogo e eliminação

O capitão da equipe paraguaia, Carlos Gamarra, disse nesta sexta-feira que a derrota diante da Suécia, por 1 a 0, nesta quinta, foi mais ainda dolorida porque "não estamos acostumados a sair na primeira fase". Para o jogador do Palmeiras, uma derrota é sempre sofrida, mais ainda como a que ocorreu diante dos suecos: "Aconteceu de novo. A história se repetiu e tomamos um gol no final do jogo", recordou.Na Copa da França, em 1998, o Paraguai foi eliminado nas oitavas-de-final ao levar um ´gol de ouro´ na prorrogação, contra a equipe da casa. Quatro anos depois, no Mundial de Coréia do Sul e Japão, a equipe sul-americana foi eliminada pela Alemanha, também nas oitavas, com um gol de Oliver Neuville a dois minutos do final do jogo.Desta vez, na partida contra a Suécia, o gol de Freddie Ljungberg foi marcado a dois minutos do final. Com a derrota, a segunda em dois jogos, o Paraguai foi eliminado do Mundial da Alemanha - desta feita sem ter conseguido chegar à segunda fase do torneio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.