Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Ganso é suspenso por nove jogos por expulsão após ofensas a quarto árbitro

Meia foi punido nesta segunda-feira após confusão no clássico com o Flamengo

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de abril de 2019 | 19h46

O meia Paulo Henrique Ganso foi punido nesta segunda-feira com nove jogos de suspensão em julgamento realizado pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ). A corte avaliou o jogador do Fluminense pelo cartão vermelho recebido no clássico contra o Flamengo realizado em 27 de março e válido pelas semifinais da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

O Fluminense pode recorrer da punição, mas a pena só é válida em competições estaduais. Assim, Ganso segue à disposição do técnico Fernando Diniz para a sequência da temporada e só vai cumprir a pena na próxima edição do Campeonato Carioca, já que o time está eliminado do torneio. Ele deverá, inclusive, começar jogando nesta terça-feira, quando o time vai encarar o Luverdense, no Maracanã, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil.

Na súmula, Marcelo de Lima Henrique havia relatado que Ganso tinha sido expulso por ofensa ao árbitro reserva, algo que se repetiu após a aplicação do cartão vermelho. Além disso, ele empurrou e deu um tapa no quarto árbitro. Por isso, Ganso corria o risco de receber uma punição muito maior e em dias pela acusação de agressão física, mas foi julgado apenas por indisciplina.

ambém nesta segunda, o Fluminense foi puindo por outros três incidentes no clássico. O preparador de goleiros André Carvalho teve suspensão de um jogo transformada em advertência por xingar a arbitragem. Pelos atrasos de reposição de jogo pelos gandulas, o time foi multado em R$ 2 mil. E uma pena de R$ 13 mil foi aplicada pela confusão entre os jogadores ao fim da partida, vencida pelo Flamengo por 2 a 1.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseGanso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.