Ganso marca no fim e São Paulo vence Ituano em casa

Se ainda está longe da forma que o fez virar ídolo no Santos, Paulo Henrique Ganso mostrou neste sábado um pouco da estrela que tinha na época em que atuava na Vila Belmiro, e definiu a vitória do São Paulo diante do Ituano, no Morumbi. Pouco depois de entrar em campo, o meia marcou de cabeça o terceiro gol da equipe na vitória por 3 a 2, pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

GABRIEL MELLONI, Agência Estado

16 de fevereiro de 2013 | 21h42

O resultado levou o São Paulo aos 13 pontos e fez a equipe entrar na zona de classificação para as quartas de final, na quarta colocação. Na próxima rodada, seu adversário será o Linense, no próximo sábado, novamente no Morumbi. Já o Ituano estacionou nos nove pontos, na 13.ª colocação, e terá pela frente o Guarani no domingo que vem, no Novelli Júnior.

O São Paulo chegou a ficar duas vezes na frente antes de garantir a vitória, mas deixou o Ituano empatar em ambas as oportunidades. O jogo foi de baixo nível técnico e contou com muitos erros, inclusive do goleiro Rogério Ceni, que tomou um frango no primeiro gol do adversário.

O JOGO - O time da casa tomou conta da partida e passou no início e, aos 12 minutos, criou a primeira grande chance. Jadson recebeu na meia-lua e deu ótima enfiada para Osvaldo, que tentou fintar o goleiro, mas acabou ficando sem ângulo e não conseguiu finalizar.

Osvaldo era a principal peça no ataque são-paulino e não demoraria para abrir o placar. Aos 18 minutos, ele recebeu outra boa enfiada de bola de Jadson após jogada iniciada por Denilson. O atacante dominou deixando Leandro Silva para trás e tocou no canto direito de Anderson.

O gol diminuiu o ânimo das duas equipes e a partida só ganhou em emoção com o empate do Ituano aos 30 minutos, graças a uma falha individual. Kleiton Domingues dominou pela direita e bateu fraco de esquerda. Parecia uma defesa fácil para Rogério Ceni, mas a bola quicou, raspou em suas mãos e ainda tocou na trave antes de entrar.

Cinco minutos depois, o goleiro teve a chance de se redimir em cobrança de falta próxima à área. Ele bateu bem, por cima da barreira, mas a bola tocou no travessão. O São Paulo chegava com facilidade até a intermediária do Ituano, mas parava na forte marcação da defesa, o que deixou o jogo morno.

A última boa chance do primeiro tempo foi dos visitantes. Após bela triangulação, Thiago Bezerra tirou Denilson ao dominar no peito e saiu livre, na entrada da área. O atacante finalizou cruzado, mas pegou mal e jogou fora uma ótima chance. Insatisfeitos com o desempenho, alguns são-paulinos vaiaram a equipe na saída para o vestiário.

Logo no início do segundo tempo, no entanto, o time da casa voltou a ficar na frente. Aos cinco minutos, Jadson bateu falta da intermediária, Lúcio tentou desviar, mas a bola passou por todo mundo e entrou no canto esquerdo de Anderson. A arbitragem confirmou o gol para o meia.

Ao contrário do que aconteceu no primeiro tempo, desta vez o gol animou o São Paulo, que chegou novamente com perigo três minutos depois, em bela ajeitada de calcanhar de Luis Fabiano que Jadson bateu em cima de Anderson. A resposta do Ituano aconteceu aos 14, em cobrança de falta de Fernando Gabriel que passou raspando o travessão.

Apesar da oportunidade, o Ituano pouco incomodava e o São Paulo criou outra grande chance. Douglas tabelou com Aloísio, entrou na área pela direita e foi passando pelos marcadores antes de chutar de esquerda, cruzado. A bola bateu na trave e sobrou para Luis Fabiano, que, sozinho, isolou.

Quando parecia que o jogo estava controlado, o time do interior chegou novamente ao empate. Leandro Silva recebeu belo lançamento pela direita, avançou com a bola e rolou para o meio. Adailton entrava sem marcação e só teve o trabalho de tocar para o gol.

Com a igualdade, o São Paulo se afobou e passou a cometer muitas falhas. Em um erro na saída de bola, Cortez entregou para Fernando Gabriel, que chutou com perigo, à direita de Rogério.

Mas quem conseguiu chegou ao gol da vitória foi o time da casa, com Paulo Henrique Ganso, que havia entrado no segundo tempo. Aos 43 minutos, o meia recebeu cruzamento de Osvaldo e cabeceou bem para definir o placar.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 3 X 2 ITUANO

SÃO PAULO - Rogério; Douglas, Lúcio (Rhodolfo), Rafael Tolói e Cortez; Wellington (Maicon), Denilson e Jadson; Aloísio (Paulo Henrique Ganso), Osvaldo e Luis Fabiano.

ITUANO - Anderson; Leandro Silva, Cleber (Anderson Sales), Vítor Hugo e Patrick; Marcinho Guerreiro, Cambará, Kleiton Domingues (Paulinho) e Fernando Gabriel; Thiago Bezerra e Luciano (Adailton). Técnico: Roberto Fonseca.

GOLS - Osvaldo, aos 18, e Kleiton Domingues, aos 30 minutos do primeiro tempo. Jadson, aos cinco, e Adailton, aos 27, e Paulo Henrique Ganso, aos 43 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Adriano de Assis Miranda (SP).

CARTÕES AMARELOS - Wellington, Lúcio (São Paulo); Adailton, Marcinho Guerreiro (Ituano).

PÚBLICO - 8.930 (total).

RENDA - R$ 244.800,00.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.