Ricardo Mazalan/AP
Ricardo Mazalan/AP

Gareca elogia goleiro peruano e se diz confiante com vaga à final da Copa América

Peru enfrenta o Chile em semifinal da competição, na quarta-feira, na Arena do Grêmio

Redação, Estadão Conteúdo

29 de junho de 2019 | 20h10

O técnico argentino Ricardo Gareca elogiou a atuação do goleiro Gallese após a classificação do Peru à semifinal da Copa América. Neste sábado, na Arena Fonte Nova, em Salvador, os peruanos derrotaram o Uruguai por 5 a 4 na disputa por pênaltis, após empate sem gols no tempo normal. Nas penalidades, Luis Suárez perdeu a primeira cobrança uruguaia, defendida pelo arqueiro.

Gallese foi um dos jogadores peruanos mais criticados após a goleada por 5 a 0 sofrida para o Brasil, na semana passada, em São Paulo, na última rodada da fase de grupos. "Os jogadores têm nossa total confiança. Ele é um goleiro que nos deu muitas satisfações, aparece nos momentos mais importantes. Acreditamos que estamos com condição de nos superar e ele foi importantíssimo", elogiou o comandante.

Ricardo Gareca reconheceu que, apesar da classificação, o Peru não fez uma boa partida, a ponto do técnico do Uruguai, Óscar Tabárez, exagerar e dizer que o time adversário não deu um chute a gol durante os 90 minutos.

"Foi um jogo disputado, adversário muito difícil, que de fato todos os aspectos foram complicados. Não foi um bom jogo, muito travado. Estamos na condição de poder jogar melhor. Mas era um adversário para o time enfrentar, com um caráter muito forte", comentou o argentino.

Sobre o Chile, adversário peruano na semifinal desta quarta-feira, às 21h30, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, Ricardo Gareca disse respeitar a força da seleção chilena, mas está confiante na classificação para a final.

"Vamos enfrentar um grande time. Acredito na nossa seleção, na nossa capacidade, em tudo que fazemos. Se vai ou não ser suficiente, não sei. Somos fortes. Independentemente dos resultados ou adversidades, o Peru é uma seleção muito forte. Em termos de futebol, temos baixas. Mas é bom se recuperar e corrigir", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.