Henry Romero/Reuters
Henry Romero/Reuters

Gareca exalta superação e diz que goleada para o Brasil já foi superada

Peru vai ser o adversário da seleção brasileira na final da Copa América, no domingo

Redação, Estadão Conteúdo

04 de julho de 2019 | 00h42

O técnico Ricardo Gareca comemorou a vitória do Peru sobre o Chile, na noite desta quarta-feira, e exaltou o poder de superação da sua equipe, que voltou a derrubar um dos favoritos ao título da Copa América. Antes, despachou o Uruguai nas quartas de final, mesmo vindo de uma dura goleada de 5 a 0 sobre o Brasil, na fase de grupos.

"Eu não poderia dizer se é o melhor jogo dos últimos tempos, já jogamos ótimas partidas. Eu teria que pensar para firmar alguma coisa", disse Gareca, ao ser questionado sobre a atuação da sua equipe. "Acho que nosso time jogou muito bem diante de uma seleção muito boa."

O triunfo marcou mais um momento de surpresa do Peru nesta competição. "Já passamos por momentos difíceis. Chegamos à final, eu acredito, pelo nosso próprio mérito. Conseguimos nos sobrepor diante das adversidades, perante essa derrota que sofremos [contra o Brasil]. De forma geral, claro que isso pode gerar a um ambiente negativo. É compreensível que este tipo de derrota produza críticas. Mas achamos isso natural e normal."

A superação foi comprovada na eliminação do Uruguai, nas quartas de final. Nesta quarta-feira, o time peruano bateu o Chile, atual bicampeão da Copa América, por 3 a 0, em Porto Alegre. Com o resultado, o Peru assegurou vaga em sua primeira final desde 1975, quando venceu pela última vez, contra a Colômbia - ao todo, tem duas conquistas.

Na decisão, o Peru vai rever o Brasil no domingo, no Maracanã. Apesar do favoritismo brasileiro, Gareca afirmou que a sua seleção jogará para vencer. "Nossa intenção é ganhar na final. Nossa dificuldade será enfrentar o Brasil, por sua equipe, pela individualidade e por seu treinador. É uma das melhores seleções do mundo", afirmou.

"Mas esperamos exercer um bom papel. Quando você chega na final, a única opção que temos é ganhar. Esta será a nossa mentalidade, sempre respeitando a seleção que vamos enfrentar. Mas eu confio nos meus jogadores e na nossa equipe", declarou Gareca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.