Gareca revela decepção e pede desculpa para a torcida do Palmeiras

Técnico do time alviverde diz que entende a reclamação da torcida, mas projeta melhora nas próximas rodadas do Brasileiro

DANIEL BATISTA, O Estado de S.Paulo

15 de agosto de 2014 | 16h15

Nem se fosse uma pessoa pessimista, o técnico Ricardo Gareca poderia imaginar que tivesse um começo de trabalho no Palmeiras tão complicado. Embora tenha se classificado sem grandes dificuldades na Copa do Brasil, o time não vence há oito jogos, sendo que cinco deles foram sob o comando do treinador. O argentino admite frustração e pede desculpas para a torcida palmeirense.

"Peço desculpas para a torcida, porque ela tinha outra expectativa e nós também. A torcida pode opinar e protestar livremente, mas sem violência. Ela tem o direito de reclamar e não vejo problema nisso. Esperamos poder dar uma alegria para ela. Já é o momento de dar alegria", disse o treinador, que fará o primeiro clássico pelo Palmeiras como mandante. Diante do Santos e do Corinthians, ele não teve a torcida ao seu lado.

Embora o rival não viva um grande momento, após ser eliminado pelo Bragantino na Copa do Brasil, Gareca acredita que o clássico será bem complicado. "São Paulo é um grande time. A eliminação não tem nada a ver. É dificil jogar contra um time de segunda divisão, porque a segunda é tão difícil quanto a primeira. Não me surpreende que São Paulo, Internacional e Fluminense seja eliminado. Na Argentina acontece isso também. Para esse jogo, acredito que será muito difícil", analisou o treinador.

O Palmeiras realiza neste sábado de manhã o último treinamento antes da partida contra o São Paulo. O local, por enquanto, continua sendo a Academia de Futebol, mas como está agendada uma manifestação dos torcedores na frente do CT, existe a possibilidade do treinamento ser realizado em outro local.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolRicardo Gareca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.