Garoto marca, Goiás bate Sport e deixa zona de degola

Carlos Eduardo, de 18 anos, faz gol da vitória no Serra Dourada

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Estadão Conteúdo

10 de setembro de 2015 | 21h32

Se Erik vai embora no fim do ano, a torcida do Goiás já está começando a criar um novo xodó. Carlos Eduardo, de apenas 18 anos, precisou de dois toques na bola para dar a vitória à equipe esmeraldina sobre o Sport, por 1 a 0, na noite desta quinta-feira, no Serra Dourada, pela 24.ª rodada do Brasileirão. Com o resultado, o time goiano saiu da zona de rebaixamento.

O garoto formado nas categorias de base do Goiás entrou aos 34 minutos do segundo tempo, logo recebeu uma bola na ponta esquerda, ganhou do marcador na corrida e tocou na saída de Danilo Fernandes. Foi o segundo gol do menino no Brasileiro - havia marcado também contra o Santos.

A partida em Goiânia não poderia terminar com o placar zerado. Ela foi eletrizante, com os dois ataques tendo diversas oportunidades de marcar. De um lado, Renan salvou o Goiás em diversas oportunidades. Do outro, Zé Love cansou de perder gols, do que jeito que só ele sabe fazer.

O JOGO

O Goiás vinha de três vitórias nos últimos cinco jogos e queria aproveitar a boa fase. Por isso, começou o jogo atacando e impondo perigo ao gol de Danilo Fernandes. Mas foi Renan quem fez as duas primeiras boas defesas do jogo: aos 18, em chute de Ferrugem, e principalmente aos 25, após batida de Maikon Leite. Quando Marlone arriscou, a bola passou raspando a trave.

Do outro lado, os visitantes responderam aos 33 minutos, com Zé Love, que carimbou a trave no contrapé de Danilo Fernandes. Ainda no primeiro tempo, o atacante perdeu gol incrível, de cabeça, com o gol aberto. "A bola que foi na trave eu chutei certo. E a outra, foi um chute e não um cruzamento. A bola veio muito forte e eu ainda tentei, mas não deu", disse Zé Love na saída do intervalo.

Na segunda etapa, o jogo seguiu lá e cá. Logo aos 2 minutos, Élber perdeu cara a cara com Renan, chutando em cima do goleiro do Goiás. Depois, aos 20, foi Maikon Leite quem desperdiçou. Quando a finalização foi certeira, Renan defendeu a cabeçada de Élber.

Zé Love ainda perdeu mais uma chance inacreditável, aos 30, quando Carlos Alberto entrou no lugar de Murilo Henrique e abriu o placar. O Sport se abriu ainda mais e só não levou o segundo porque Zé Love, sempre ele, fechou sua atuação desperdiçando mais uma oportunidade. Desta vez, ele e Erik ficaram sozinhos com Danilo Fernandes, mas Love chutou em cima do goleiro.

A vitória tira o Goiás da zona de rebaixamento. O time de Goiânia foi a 28 pontos, no 14.º lugar, depois de quatro triunfos nos últimos quatro jogos. Já o Sport segue sem vencer desde a 14.ª rodada, em 19 de julho, quando ganhou do São Paulo. Com 33 pontos, está no 11.º lugar, a cinco pontos do G4.

FICHA TÉCNICA:

GOIÁS - Renan; Gimenez, Ygor, Fred e Diogo Barbosa; Rodrigo, Patrick (Liniker), David e Murilo Henrique (Carlos Eduardo); Erik e Zé Eduardo (Lucas Coelho). Técnico - Julinho Camargo.

SPORT - Danilo Fernandes; Ferruagem, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rithely, Wendel (Rodrigo Mancha), Marlone (Élber) e Diego Souza (Régis); Maikon Leite e André. Técnico - Eduardo Baptista.

GOL - Carlos Eduardo, aos 34 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Thiago Duarte Peixoto (SP).

CARTÕES AMARELOS - David, Erik e Zé Eduardo (Goiás); Renê (Sport).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGoiásSportBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.