Divulgação
Divulgação

Garotos da base perdem espaço com Muricy Ramalho no São Paulo

Boschilia, Auro e Ewandro veem peças serem contratadas para suas posições e Ademilson tenta ser negociado pelo clube

FERNANDO FARO, O Estado de S. Paulo

30 de dezembro de 2014 | 07h33

Enquanto o São Paulo procura por reforços para 2015, o futuro de alguns atletas da base permanece nebuloso. Boschilia, Auro e Ewandro, três das maiores apostas para as próximas temporadas, veem o clube do Morumbi buscar reforços justamente para os seus setores.

Titular em alguns jogos, Auro é o que parece ter situação mais complicada. O lateral-direito, que terminou o ano como terceira opção, atrás dos improvisados Hudson e Paulo Miranda, viu Bruno chegar do Fluminense para aumentar ainda mais a concorrência. As dificuldades na marcação o fizeram cair em desgraça com o técnico Muricy Ramalho, que chegou dizer que o time parou de tomar gols quando o jovem saiu.

Boschilia, por sua vez, terminou o ano bem e, mesmo jogando poucos minutos, conseguiu mostrar um pouco do futebol que o projetou na base. Com a saída de Kaká, o meia, por enquanto, é o primeiro reserva para Michel Bastos e Paulo Henrique Ganso, mas a diretoria corre para contratar mais um jogador para a posição. Wesley, que deverá chegar em fevereiro, é outro que pode "atrapalhar" o garoto, já que também pode ocupar essa faixa de campo.

Ewandro, que teve pouco espaço em 2014, deverá continuar esperando por uma rara chance. Além de ele ainda estar atrás de Ademilson e Osvaldo - que o São Paulo tenta negociar -, o clube procura por mais um atacante de velocidade, justamente sua principal característica.

Em 2015, o São Paulo jogará quatro competições: Campeonato Paulista, Copa Libertadores, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil (entra apenas na fase de oitavas de final). A estreia na temporada será no dia 1.º de fevereiro, pelo Paulistão, contra o Penapolense, em Penápolis.

Na Libertadores, o clube do Morumbi já conhece dois de seus três adversários no Grupo 2. Um é o atual campeão San Lorenzo, da Argentina. O outro é o Danubio, do Uruguai. O terceiro rival pode ser o Corinthians, que disputará a fase preliminar contra o Once Caldas, da Colômbia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.