Washington Alves / Cruzeiro
Washington Alves / Cruzeiro

Garotos do Grêmio lamentam eliminação, mas garantem 'cabeça erguida' após derrota

Felipe Endres, técnico do time gaúcho no confronto, valoriza postura e aprendizado

Estadão Conteúdo

31 de agosto de 2017 | 10h34

O Grêmio enviou para Belo Horizonte um time repleto de garotos, que ainda buscam espaço no elenco principal, para encarar o Cruzeiro pelas quartas de final da Copa do Brasil. Os jovens gremistas até seguraram o adversário na maior parte do confronto, mas levaram dois gols no fim, caíram por 2 a 0 e acabaram eliminados, o que não impediu que exaltassem a postura da equipe.

"A gente sai triste porque se portou bem até o final. Pena que escapou. A gente sai derrotado, mas de cabeça erguida. O certo era sair com a vitória, e a gente tinha condição. Mas em duas bolas, eles fizeram", declarou o lateral-esquerdo Conrado.

Para o confronto, o Grêmio misturou jovens da base, jogadores do time B e alguns reforços do elenco principal. O entrosamento, como era de se esperar, não foi o ideal, mas o desempenho surpreendeu os próprios atletas.

"Sempre a gente tira experiência de jogar contra grandes jogadores. A gente não se conhecia muito, nos juntamos ontem (terça) para treinar. Fica a lição de que não podemos desligar até o final. Sofremos o gol nos últimos minutos", disse o meia Jean Pyerre.

Técnico gremista no confronto - Renato Gaúcho permaneceu em Porto Alegre -, Felipe Endres endossou as palavras de seus atletas. "Ficamos felizes pela postura. Eles vieram, competiram. Eles jogaram juntos, foram vibrantes. A derrota é triste, mas a gente leva uma lição e aprendizado. Isso é importante."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioCopa Sul-Minas-Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.