Garotos esperam por mais espaço com a chegada de Gareca ao Palmeiras

Novo treinador gosta de trabalhar com a categoria de base dos clubes

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2014 | 13h30

SÃO PAULO - Um dos pontos positivos de Ricardo Gareca, novo técnico do Palmeiras, é a facilidade que ele tem para trabalhar com categoria de base e clube com poucos recursos financeiros. Este, inclusive, foi um dos motivos que fizeram a diretoria escolher o treinador argentino. Assim sendo, quem mais se empolga com a chegada do novo comandante são os garotos que até então tiveram pouco espaço com Gilson Kleina e Alberto Valentim.

No gol, Fernando Prass só estará totalmente recuperado em agosto. Teoricamente, ele voltaria como titular, mas se Fábio continuar com a boa fase, pode ameaçar o posto do ex-capitão da equipe. Um dos poucos atletas do elenco que Gareca conhecia antes de abrir negociações com o Palmeiras era justamente Prass, mas Fábio, além de ser mais jovem, ainda terá mais oportunidade de mostrar seu futebol para o chefe. Quem perde ainda mais com isso é Bruno, que tem grandes chances de ser negociado durante a Copa.

Na zaga, o jovem Gabriel Dias é considerado uma das melhores apostas recentes vinda da base. O garoto já treina com o time principal desde o começo do ano, após ter disputado a Copa São Paulo de Futebol Júnior, mas ainda não conseguiu atuar entre os profissionais. Com a dificuldade para encontrar um parceiro para Lúcio, o jovem defensor pode ter uma oportunidade de ser testado. Quem está mais à frente na briga é Wellington, que chegou a ter uma sequência de jogos, mas ainda não conseguiu se firmar na equipe.

Setor mais carente da equipe, a solução da lateral-direita pode vir da base. João Pedro tem treinado esporadicamente com o elenco principal e atualmente a equipe conta apenas com Wendel, que é volante de origem, e Luis Felipe, que ainda não está bem fisicamente, após ser afastado por alguns meses.

No outro lado do campo, a lateral-esquerda é a posição onde mais existem opções. Victor Luis, com Alberto e Kleina era a terceira opção, mas como Juninho não vive um bom momento e William Matheus é muito irregular, o garoto, que entrou pela primeira vez em um jogo oficial pelo time principal diante do Vitória, pode também ganhar mais espaço. 

APROVEITANDO AS AUSÊNCIAS

Um dos poucos atletas da base que tem sido mais aproveitado é o volante Renato. Nos últimos jogos, ele se tornou titular absoluto e tem mostrado muita regularidade. Com Eguren na seleção uruguaia, Marcelo Oliveira sendo improvisado na zaga e Josimar em baixa, o garoto, que já está em ascensão deve crescer ainda mais. 

Do meio para a frente que a briga parece mais acirrada e complicada para os mais jovens, mas existem algumas opções. Patrick Vieira renovou na quarta-feira seu contrato até 2018 e a partir de agora deve ser mais aproveitado. O mesmo vale para os jovens no ataque. Rodolfo, embora tenha vindo do Rio Claro, ainda é novo e foi a primeira contratação na temporada. Mas ele teve poucas chances e até nos treinamentos parece ser deixado de lado. Chico e Miguel, outros da base, correm por fora e deverão ser analisados com mais atenção por Gareca. 

Veja a lista dos atletas que podem ganhar mais espaço com a chegada do novo treinador:

Fábio (23 anos) - Goleiro fez seis jogos e está no time principal desde 2012.

João Pedro (19 anos) - Lateral-direito ainda não foi efetivado para o time principal. Ele jogou a última edição da Copa São Paulo e ainda não foi relacionado para nenhum jogo.

Gabriel Dias (19 anos) - Zagueiro ainda não atuou pelo time principal e chegou após a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior neste ano.

Wellington (22 anos) - Zagueiro já disputou 15 jogos pelo time principal. Teve passagens pelo Atlético Sorocaba e ASA.

Victor Luis (23 anos) - Lateral-esquerdo com três jogos pela equipe e passagem pelo Porto, de Portugal. Voltou ao clube em 2013.

Renato (22 anos) - Volante que tem sido titular com Alberto Valentim. Fez oito jogos e já atuou na Europa, defendendo o Moreirense, de Portugal.

Patrick Vieira (22 anos) - Meia-atacante "veterano" entre os mais jovens. Já fez 34 jogos e cinco gols pelo time principal. Foi emprestado para o Yokohama, do Japão e voltou ao clube em 2013. Em seu currículo, participou da campanha da Copa do Brasil (2012) e da Série B do ano passado.

Rodolfo (20 anos) - Atacante veio do Rio Claro no início do ano sem nunca ter feito um jogo em time profissional. Disputou até agora duas partidas pelo Palmeiras. 

Miguel (22 anos) - Centroavante que já foi emprestado para o Comercial-SP e Chungju Hummel, da Coreia do Sul. No Palmeiras, jogou sete jogos e fez um gol.

Chico (21 anos) - Atacante de velocidade fez apenas um jogo pelo clube e no Campeonato Paulista estava emprestado para o Santo André. 

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasRicardo GarecaFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.