REUTERS/Carla Carniel
REUTERS/Carla Carniel

Garotos resolvem, Corinthians bate o Juventude e pula para a liderança do Brasileirão

Logo no comecinho da partida, Adson recebe passe de Rafael Ramos e empurra para a rede; Mantuan fecha o placar

Josué Seixas, Especial para o Estadão

11 de junho de 2022 | 18h28

O Corinthians fez uma de suas melhores partidas no Campeonato Brasileiro neste sábado (11), mas não conseguiu transformar a superioridade dentro de campo em gols. Foram poucos chutes, mas o domínio se comprovou no primeiro lance do jogo, quando Adson abriu o placar. Mantuan ainda ampliou no fim da segunda etapa, garantindo a vitória por 2 a 0. Os dois garotos têm 21 e 20 anos de idade, respectivamente.

Com o resultado, o alvinegro é o líder do Brasileiro, com 21 pontos — dois a mais do que o Palmeiras, que jogará neste domingo (12). O Juventude, por outro lado, conseguiu produzir pouco, já que teve seu meio-campo dominado. A equipe é a 19ª colocada da competição nacional, com 10 pontos.

O Corinthians tomou conta da primeira etapa da partida. Foi logo no primeiro minuto do jogo que o time abriu o placar, com Adson. Ele iniciou jogada na direita e depois recebeu cruzamento de Rafael Ramos para mandar para o fundo da rede. A marcação forte na saída de bola dificultou a construção de jogadas do Juventude.

O domínio, com um alto número de posse de bola e precisão nos passes, não se concretizou em chances criadas, algo que o time alvinegro teve dificuldades. Além do gol, a equipe só criou duas chances, em chutes de Adson e Giuliano. O Juventude só conseguiu construir seu primeiro lance de perigo no fim da primeira etapa, mas Cássio fez a defesa.

No intervalo, o técnico Eduardo Baptista trouxe três mudanças e conseguiu aumentar as ações do Juventude dentro de campo, embora não tenha sido suficiente para que o time jogasse no mesmo nível que o Corinthians. O alvinegro se manteve controlando mais a bola e criou mais chances antes dos 20 minutos, em chutes de Renato Augusto, Willian e Róger Guedes.

As primeiras substituições da equipe foram aos 22 minutos, com as saídas de Adson e Renato Augusto; Mantuan e Cantillo entraram, respectivamente. A mudança de posicionamento fez com que Willian passasse a ir mais para o ataque, próximo de Róger Guedes, enquanto os substitutos ajudavam a compor o meio de campo.

Com a pouca criação e maior presença no campo de ataque do Juventude, Vitor Pereira fez mais duas alterações, trazendo o Corinthians ainda mais para a defesa: Roni no lugar de Giuliano e Lucas Piton no de Róger Guedes. Aos 38 minutos, porém, a equipe contou com linda jogada de Du Queiroz para ampliar o placar. Ele passou para Mantuan, aberto no lado direito, que dominou e chutou cruzado. A bola ainda bateu na trave antes de entrar.

Aos 43, o técnico Vítor Pereira fez sua última substituição. Ele tirou Willian, bastante aplaudido, e colocou Felipe Augusto, mais um jovem do elenco.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 2 X 0 JUVENTUDE

CORINTHIANS - Cássio; Rafael Ramos, Gil, Raul Gustavo e Fábio Santos; Du Queiroz, Giuliano (Roni) e Renato Augusto (Cantillo); Adson (Gustavo Mantuan), Willian (Felipe Augusto) e Róger Guedes (Lucas Piton). Técnico: Vitor Pereira.

JUVENTUDE - César; Paulo Henrique (Rodrigo Soares), Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Jean (Moraes), Yuri, Jadson e Marlon (Vitor Gabriel); Chico (Bruninho) e Pitta (Óscar Ruíz). Técnico: Eduardo Baptista.

GOLS - Adson, aos 3 minutos do 1º tempo, Mantuan, aos 38 do 2º tempo.

ÁRBITRO - Ramon Abatti Abel (SC).

CARTÕES AMARELOS - Jean, Giuliano, Vitor Mendes, Vitor Gabriel, Yuri.

PÚBLICO- 34.617 pagantes.

RENDA- R$ 2.197.465,00.

LOCAL - Neo Química Arena, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.