Vítor Silva/Botafogo
Vítor Silva/Botafogo

Gatito elogia defesa e vê Botafogo mais confiante para evitar queda

Vitória sobre o Corinthians renovou a confiança do grupo para evitar o rebaixamento

Redação, Estadão Conteúdo

25 de novembro de 2019 | 16h10

O goleiro Gatito Fernández não poupou elogios à defesa do Botafogo nesta segunda-feira, um dia depois da importante vitória sobre o Corinthians, domingo, no Engenhão. Para o jogador, o resultado renovou a confiança do grupo, que ganhou novo fôlego na briga para escapar do rebaixamento.

"O trabalho de ontem (domingo) foi muito bom defensivamente. Não sofremos gols pelo segundo jogo seguido em casa. Acho que, em comparação a jogos anteriores, que estávamos levando gols, melhoramos nisso. A margem de erro tem que ser menor agora. Não podemos dar chances aos adversários", comentou. "Até os centroavantes, que geralmente não gostam muito de marcar, nos ajudaram neste trabalho ontem."

O goleiro admitiu que, se a defesa ganhou motivos para aplausos, o ataque ainda está devendo. A vitória de domingo foi por 1 a 0, com gol de Diego Souza. "Na parte ofensiva temos criado pouco. Conseguimos marcar contra o Corinthians, mas temos que melhorar, aproveitar sempre (as oportunidades)", declarou.

Ele reconheceu que a vitória, que levou a equipe ao 14º lugar, com 39 pontos, deu nova confiança ao grupo nesta reta final do Brasileirão. Faltam apenas quatro rodadas para o fim do campeonato.

"O resultado positivo nessa situação é muito importante. Mais dos que os três pontos importantíssimos, ele traz confiança ao grupo e mais força para continuarmos lutando. Como falei outras vezes, o Botafogo sempre teve um risco pequeno de queda, sabíamos que tínhamos condição de buscar algo melhor. Essa vitória foi muito importante, todos se doaram ao máximo. Muitos saíram cansados, com cãibras", apontou.

Na busca para se afastar da zona de rebaixamento, o time carioca enfrentará agora a Chapecoense, na quarta-feira, na Arena Condá. O time catarinense é o penúltimo colocado e tem chances remotas de seguir na Série A em 2020.

"Acho que vai ser um jogo difícil contra a Chapecoense, são muito fortes em casa. Mas temos que ir para esse jogo com uma visão diferente, de buscar o resultado que precisamos para sair logo dessa situação. Temos que ter a ambição de buscar os três pontos, fazer o que temos feito em casa", projetou Gatito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.