EFE
EFE

Gattuso respeita Juventus, mas exige esforço do Napoli na final da Copa Itália

Técnico diz que equipe deve 'utilizar todos os seus pontos fortes'

Redação, Estadao Conteudo

16 de junho de 2020 | 17h40

O técnico Gennaro Gattuso quer que o Napoli "respeite a Juventus, mas não deixe de utilizar todos os seus pontos fortes", nesta quarta-feira, às 16 horas (horário de Brasilia), na final da Copa da Itália, no Estádio Olímpico de Roma. Em caso de empate no tempo normal, o título será decidido em disputa de pênaltis.

"Nunca há um bom momento para enfrentar a Juve, pois acho que faz parte do DNA deles e da história do clube estar sempre pronto", disse Gattuso, em entrevista à RAI Sport. "Por muitos anos, eles tiveram consistência e essa grande mentalidade. Devemos respeitá-los, mas também jogar com nossas próprias forças."

Gattuso elogiou o trabalho do rival Maurizio Sarri, que passou três anos no comando do time napolitano e chegou perto de ganhar o título italiano. "Gosto de tudo nele, não nego isso e acho que já disse isso mais de uma vez, copiei e colei suas táticas várias vezes nos últimos anos", afirmou Gattuso. "Eu assisti tantos vídeos de como ele organizou sua linha defensiva, como ele começou a tendência de mais passes no futebol italiano, eu gosto de tudo."

Gattuso leva para o banco de reservas o estilo explosivo e combatente que tinha na época de jogador. Nesta terça, vésepra do jogo, o treinador mandou o mexicano Hirving Lozano mais cedo para o vestiário por falta de esforço nos treinamentos.

"Qualquer um que esteja cansado, que não sinta vontade, que não seja afiado mentalmente, para mim, ele pode ficar no vestiário e perder um dia de treinamento", explicou Gattuso. "Todo mundo sabe que se pisar em campo comigo, terá que ir a toda velocidade. Não permitirei que ninguém estrague uma sessão de treinamento."

Campeã das últimas quatro edições, a Juventus busca a 14.ª taça da Copa da Itália, enquanto o Napoli, detentor do título em 2014, vai tentar a sexta conquista na competição.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolNapoliGattusoJuventus de Turim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.