Gauchão: Grêmio vence Novo Hamburgo sem merecer

Jogo foi ruim, com forte calor, mas o time tricolor soube aproveitar a chance que teve para marcar

Carlos Alberto Fruet, O Estado de S. Paulo

09 de março de 2008 | 19h18

Mesmo sem jogar bem, o Grêmio venceu o Novo Hamburgo por 1 a 0, neste domingo à tarde, na Região Metropolitana de Porto Alegre pela 10.ª rodada do Gauchão. Assim, manteve a liderança e a invencibilidade do Grupo 1 e da competição com 26 pontos. O Caxias, que perdeu para a Ulbra por 1 a 0, em Canoas, é o vice com 17. Disputado sob um calor de 36 graus (com sensação térmica de 39), o jogo não foi bom tecnicamente, principalmente no primeiro tempo. Por isso, as duas equipes, com muitos passes errados, não conseguiam criar jogadas de ataque. As melhores foram do Grêmio, com Roger aos 19 e Perea aos 28 minutos. Aos 46, no entanto, o atacante colombiano, após cobrança de escanteio e desatenção da zaga adversária, bateu forte e fez 1 a 0 para o Grêmio. O Novo Hamburgo veio melhor no segundo tempo. Pressionou a saída de bola do Grêmio, teve duas chances para empatar, com Vinícius e Rodrigo Santos, mas não conseguiu vencer Marcelo Grohe. Aos 23 minutos, o árbitro Márcio Coruja, como fez no primeiro tempo, parou o jogo para que os jogadores pudessem se hidratar. Depois, mesmo melhor, o Novo Hamburgo teve uma chance aos 50 minutos em grande defesa de Marcelo Grohe, que garantiu ao Grêmio uma vitória que não merecia. 

Tudo o que sabemos sobre:
GrêmioCampeonato Gaúcho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.