Gaúcho começa com sistema inédito

A fórmula do campeonato gaúcho de 2004, que começa neste domingo, mostra que a criatividade dos cartolas não tem limites. Um sistema de castas assegura a quatro times - Grêmio, Internacional, Juventude e Caxias - uma caminhada de apenas 13 jogos para conquistar o título. Outros quatro clubes - Santa Cruz, Glória, São Gabriel e 15 de Novembro - estão entre os oito da elite que é o Grupo 1, e, curiosamente, também participam do Grupo 2 na mesma fase classificatória, tendo, portanto, uma segunda chance de disputar vagas nas finais.Para eles, o caminho até o título prevê um total de 39 jogos, distribuídos em oito na fase classificatória mais dois nas semifinais e um na final do Grupo 1, 26 na fase classificatória do Grupo 2 e mais um na semifinal e um na final do campeonato. O regulamento não contempla a hipótese, possível, de um clube ser campeão do Grupo 1 e do Grupo 2. Supõe-se que seria declarado campeão.Para os outros dez clubes do Grupo 2 - Esportivo, Guarani, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Pelotas, São José de Cachoeira do Sul, São José de Porto Alegre, Ulbra, Santo Ângelo e Veranópolis - pelo menos os cálculos são mais simples. Basta chegar ao fim das 26 rodadas do turno e returno, todos contra todos, entre os dois primeiros para disputar a semifinal do campeonato. Para chegar ao título, estes times precisam jogar 28 vezes.A largada será dada neste domingo, com os jogos do Grupo 1: 15 de Novembro X Internacional, Grêmio X Glória, Juventude X São Gabriel, Santa Cruz X Caxias. Os times do Grupo 2 só entram em campo no dia 29 de fevereiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.