Gaúchos apostam fichas em Warley

O Grêmio inicia sua luta rumo ao quarto título da Copa do Brasil a partir deste domingo, quando será disputada a primeira partida da final, diante do Corinthians, no Estádio Olímpico. O time treinado por Tite está em ascensão na competição - venceu cinco dos seis últimos jogos. Por outro lado, perdeu seu principal atacante, Marcelinho Paraíba, expulso contra o Coritiba. Para substituí-lo, o time trabalhou pesado na recuperação de Warley, contundido. O atleta compõe o ataque ao lado de Luis Mário. O ponto alto do Grêmio é a harmonia do grupo, apesar de a equipe contar com grandes talentos individuais, como o capitão Zinho, o marcador Tinga e o experiente Mauro Galvão. O mobilizador do time é Tite, um técnico humilde, do interior gaúcho, que foi contratado após vencer o Campeonato Gaúcho do ano passado, no comando do Caxias. O Grêmio chegou a enfrentar uma fase de baixa, depois de ganhar o primeiro turno do Estadual deste ano, mas recuperou-se na reta final, despachando o Juventude. Marcelinho era o destaque da equipe e fará muita falta no ataque, em uma partida na qual o tricolor precisa vencer para ter a vantagem do empate no jogo de volta. O atacante poderá atuar dia 17, no Morumbi. Quatro dos principais jogadores do time estão pendurados com dois cartões amarelos: Galvão, Tinga, Zinho e Eduardo Costa. A diretoria do Grêmio tenta um acordo com o Corinthians para anular os cartões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.