Reprodução/ Twitch
Reprodução/ Twitch

Gaules realiza live com 710,5 mil pessoas e quebra recordes de Felipe Neto e Casimiro

Streamer realiza maior live da internet com transmissão de Counter-Strike para centenas de milhares de pessoas simultaneamente

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de maio de 2022 | 22h01

A transmissão de Counter-Strike foi responsável pela quebra de um novo recorde na internet. Em seu canal na plataforma Twitch, Gaules somou 710,5 mil pessoas acompanhando simultaneamente a vitória da equipe brasileira Imperial contra a Cloud 9, em partida válida pelo PGL Major Antwerp 2022.

Os números registrados nesta segunda-feira são superiores aos já alcançados por Felipe Neto e também Casimiro Miguel. O segundo obteve um pico de audiência de 545 mil pessoas quando exibiu o primeiro episódio da série Neymar - Caos Perfeito, da Netflix. Já Felipe conquistara a marca com a exibição do último episódio da saga Minecraft.

Gaules dedicou o recorde a toda a comunidade gamer do Brasil. “Obrigado é a palavra” disse o streamer ao final das transmissões do dia, marcado por importantes vitória da equipe Imperial. Para se ter ideia do tamanho do feito, o número de pessoas que acompanharam a live concomitantemente é capaz de lotar 9 Maracanãs.

A "tribo" do streamer soma 3,5 milhões de seguidores em seu canal na Twitch e busca conquistar ainda mais fãs com variedades de transmissões, para além dos eSports, com jogos da NBA e parceria com várias empresas que fomentam diferentes modalidades. Gaules já venceu por duas vezes o prêmio de melhor streamer do País.

Há mais de quatro anos, Gaules enfrentou sérios problemas de depressão e chegou a tentar o suicídio. Após fazer tratamento e se recuperar, iniciou com as transmissões ao vivo e encontrou um grande número de seguidores, ligados principalmente ao mundo dos eSports.

Tudo o que sabemos sobre:
TwitchGaulesstreamingeSports

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.