Gaviões apóia permanência de Zé Augusto no Corinthians

Torcida organizada acredita que interino é a melhor solução. 'Melhor que ele, só o Mário Sérgio', diz dirigente

Vítor Marques, Jornal da Tarde

29 de agosto de 2007 | 19h07

Principal torcida organizada do Corinthians, a Gaviões da Fiel apóia a permanência do técnico interino Zé Augusto no comando do time. Ele é visto pela agremiação como conhecedor do elenco e mais promissor do que a maioria dos nomes cogitados para assumir a equipe após a demissão de Paulo Cezar Carpegiani.Veja também:  Internautas rejeitam cinco opções para técnico do Corinthians"O Zé Augusto tem nosso respaldo. É melhor ficarmos com ele do que trazer Nelsinho Baptista, Márcio (Bittencourt)", afirmou o vice-presidente da organizada Renato Luiz de Souza. "Ele conhece todo o elenco", justifica.Em um ponto torcida e diretoria concordam: os resultados dessa semana selarão o futuro de Zé Augusto no Parque São Jorge. Na noite desta quarta-feira, o substituto de Carpegiani dirigiria a equipe contra o Atlético-MG, em Minas Gerais. Domingo, terá o teste final: o Santos, no Pacaembu. "Será a ‘bola de fogo’ (para Zé Augusto) enfrentar o Santos com o Luxemburgo", prevê o vice da Gaviões."Não temos nomes. Vamos continuar com o Zé Agusto. Ele pode ficar até o final do ano", afirmou ao Jornal da Tarde o vice de Futebol do Corinthians Antoine Gebran, que dará uma "chance" para o interino nesses dois jogos.Essa aposta em Zé Augusto, que tem a preferência dos jogadores, também pode ser encarada como falta de nomes paraassumir o Corinthians. Um dos preferidos da diretoria é Tite, que já dirigiu o time e está atualmente do Al-Ain, dos Emirados Árabes. Só que o clube paulista teria de pagar o valor de US$ 1 milhão, que o treinador recebeu adiantado.Nesta quarta, o treinador do Figueirense, Mário Sérgio, outro cotado, descartou sair do clube de Santa Catarina para assumir o Corinthians. Ele se disse grato com a diretoria do Figueirense, que lhe deu oportunidade "para iniciar um trabalho" e que "só sai de lá se o clube quiser".Nelsinho Baptista, da Ponte Preta, disse não ter sido procurado pelo Corinthians e garantiu ter a intenção de cumprir seu compromisso com a equipe de Campinas, atualmente na Série B. Já Márcio Bittencourt, do Juventus, se ofereceu voltar ao Parque Jorge. "De todos esses, o mais forte é o Mário Sérgio. Só valeria a pena tirar o Zé Augusto para o Mário assumir", opina Renato, da Gaviões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.