Gaviões cobrará um centroavante à MSI

A torcida organizada Gaviões da Fiel promete levar, nesta quarta-feira, ao Pacaembu, uma enorme faixa cobrando da MSI a contratação de um atacante. "Cadê o centroavante?" estará escrito na faixa de 15 metros. O recado é para Kia Joorabchian, só que respinga nos atacantes do Corinthians. Jô não suporta mais a repetição desse pedido. "Nosso time está fazendo os gols. Não sei o motivo dessa cobrança da torcida. Nosso ataque é o melhor do Campeonato Brasileiro, mas isso parece que não está adiantando nada", diz o jogador. Abuda também se rebela com essa fixação dos torcedores em relação à contratação de um artilheiro. "Nós estamos mostrando que o time está muito bem. Temos dado conta do recado. Eu, o Jô, o Bobô e mesmo o Tevez, temos ótimo potencial e ainda somos jovens. Essa pressão pelo Vagner Love eu só entendo pelo nome que ele tem. Mas na prática não há motivo para reclamar de nós, atacantes". Márcio também se cansou de tanta pressão pela contratação de uma atacante. "Essa novela já dura mais de seis meses. Os dirigentes falam, falam. Eu sou prático: conto com os atletas que estão no Corinthians. Acredito neles. Eles merecem tanto a minha confiança, que não existe ataque que tenha marcado mais do que nós". Kia Joorabchian está em Londres. Sua fixação por Vagner Love ainda não passou. Ele tem conversado muito com os dirigentes do CSKA. Tem tentado convencer os russos a contratar Fred, do Cruzeiro, e liberar Love. Não se importa com o que possam estar achando os cruzeirenses. Kia destaca que Love é um trunfo, uma promessa pessoal desde que começou a trabalhar no Corinthians. E que Fred tem o mesmo talento. Só que o dirigente da MSI teme ficar desacreditado contratando outro atacante. A postura de Love foi mudando com o passar do tempo. Foi do ânimo exagerado no início do ano - a ponto de dar entrevista como jogador corintiano - ao descrédito total. O atacante não acredita mais em Kia. Até Liedson, do Sporting, ficou esperançoso em voltar ao Parque. Só que o ?Plano B? também se cansou de esperar por Kia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.