Gaviões: protestos na Marginal do Tietê

Os protestos que a torcida Gaviões da Fiel prometeu fazer no jogo de domingo, contra o Goiás, às 18h, no Pacaembu, começaram nesta sexta-feira de uma forma quase anônima. A organizada espalhou algumas faixas pela marginal do Tietê pedindo a saída do presidente Alberto Dualib e de seu vice-de Futebol, Antônio Roque Citadini. Na ponte Cruzeiro do Sul haviam duas faixas. "Fora Dualib´ e ´Fora Citadini´, diziam os textos. No domingo, a partir das 13h, no portão principal do Pacaembu, os protestos serão bem mais abrangentes. A Gaviões contratou um caminhão com sistema de som para pressionar os dois dirigentes. "Vamos pressionar até que eles se toquem, como fez o Geninho", dizem os líderes da organizada. Antes de Dualib e Citadini, porém, quem vai embora é o gerente de Futebol Edvar Simões. Com a chegada do diretor-técnico Roberto Rivellino, Edvar disse que ficou sem espaço no clube. E prometeu embora assim que o seu contrato terminar, no fim do ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.