Gaviões quer que Dualib assuma o comando

O péssimo desempenho do Corinthians no empate contra o Fortaleza, em pleno Pacaembu, acabou de vez com a paciência da Gaviões da Fiel. Cansada de ver os cartolas montarem e desmontarem o elenco, sem sucesso, a torcida resolveu pedir ao presidente Alberto Dualib que assuma de vez o comando do departamento de futebol profissional. ?Já que o Citadini não é capaz de dar um jeito na equipe, vamos pedir para que o Dualib assuma?, resumiu o ex-presidente da Gaviões, Douglas Deúngaro, o Metaleiro.O encontro com o presidente deve ocorrer, no máximo, até segunda-feira. Desta vez, porém, a Gaviões não fará nenhum tipo de pressão ou de cobrança. A torcida só quer a verdade: "O Dualib vai ter que nos dizer como será o Corinthians no Campeonato Brasileiro. Se terá reforços ou se vai disputar a competição com esse elenco. Qualquer que seja a resposta, a Gaviões não vai abandonar o time. Só não queremos mais ser iludidos."A organizada também resolveu "dar um tempo" na campanha contra Citadini. Mas vai reivindicar uma participação maior do presidente Dualib no comando da equipe. Os líderes da Gaviões gostariam de entender por que o clube não contrata, já que o futebol dá lucro. "Nós sabemos que a Pepsi paga R$ 500 mil por mês, a Nike paga outros R$ 500 mil e a Globo paga mais R$ 14 milhões por ano (o que representa cerca de R$ 1,2 milhão por mês). Como a folha de pagamento mensal é de R$ 1,3 milhão, sobram pelo menos R$ 800 mil. Onde o clube está colocando esse dinheiro?", pergunta Metaleiro.O mesmo torcedor afirma: "Em vez de investirem esse dinheiro na contratação de bons reforços, essa grana toda é desviada para sustentar os marajás da parte social. O seu Mello (Carlos Roberto Mello, vice-presidente financeiro, pega o dele, paga os outros marajás (os vice-presidentes que são remunerados) e o time fica na miséria. Infelizmente, o Corinthians é uma vaca com 120 tetas. Todo mundo mama, mama, e depois vai embora."A Gaviões quer que Dualib assuma de fato o comando do clube também para mudar esse estado de coisas. "O Dualib só precisa saber de onde cortar e onde investir. Não é possível que o cacife do São Caetano seja maior que o do Corinthians. Se não é, gostaria de saber por que eles conseguiram contratar o Marcinho e o Gilberto, por exemplo, jogadores que eram para estar no Parque São Jorge."Depois de reformular o elenco na virada do ano, a própria diretoria já reconheceu que houve erro no planejamento. Na semana passada, falando a algumas emissoras de rádio, o presidente Alberto Dualib assegurou que o clube vai contratar pelo menos três reforços de qualidade. Mas a diretoria vai ter de esperar pela abertura do mercado internacional, com o final da temporada européia, na segunda quinzena de maio.Entre os nomes cotados, a volta do lateral-esquerdo Kleber, emprestado ao Hannover, é praticamente certa, já que o clube alemão não tem dinheiro para contratá-lo em definitivo. Ricardinho até já conversou com o técnico Oswaldo de Oliveira e disse estar disposto a voltar. Os outros nomes: Tcheco (ex-Coritiba), Kléber (ex-Atlético-PR) e Reinaldo (ex-São Paulo).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.