Geílson foge dos holofotes em Santos

O atacante Geílson fugiu dos holofotes nesta segunda-feira: aproveitou a folga para resolver problemas pessoais. Ao se apresentar nesta terça, ele será festejado e, provavelmente, vai ficar inibido. O substituto atual de Robinho está longe da irreverência do companheiro que foi para o Real Madrid, mas não pretende perder essa oportunidade de ficar em definitivo com a camisa 7 do Santos.Geílson sabe que ainda não está pronto. Como nos tempos do Santos B, continua oportunista, marca seus gols, mas também perde muitas oportunidades. "Isso me preocupa e trabalho muito para melhorar as finalizações", comentou. Gallo concorda e quando termina os treinos, passa uma bateria de chutes a gol para o aperfeiçoamento do atleta.O lançamento do jogador foi feito com cuidado, mas se dependesse da comissão técnica, não seria lançado da forma que foi: o time com seis desfalques, jogando em plena Vila Belmiro. Isso aumenta a responsabilidade dos jogadores e muitos sentem a pressão da exigente torcida. Mas Geílson não se importou: marcou dois gols e será o titular até a chegada de um atacante consagrado, que ainda pode ser Vágner Love. O Santos negocia essa contratação, mas o CSKA tem demonstrando interesse em não ceder seu jogador.SUBSTITUIR ROBINHO? - Geílson é um atacante de área, oportunista, e pode também jogar aberto pelas pontas, aproveitando sua velocidade. Não é um jogador técnico e, por isso, nem pensa em imitar Robinho, que começou a brilhar no Real Madrid. "Temos características diferentes e, a meu modo, espero suprir a ausência do Robinho e continuar levando o time a vencer as partidas, pois queremos conquistar o título Brasileiro".Geílson tem 21 anos, teve uma passagem pelo futebol japonês jogando pelo Niigata e, no ano passou, defendeu o Internacional de Porto Alegre antes de se transferir para a Vila Belmiro por empréstimo. Pelo Santos, atuou pelo time B e pelo de juniores e no começo do ano foi promovido à equipe titular, quando o clube comprou em definitivo seus direitos federativos junto ao Mirassol, time que o formou.Antes do jogo contra o Coritiba, só havia jogado uma partida inteira, quando os santistas jogaram com um time misto contra o Marília, mas já entrou durante outros jogos. Nas oito vezes que entrou em campo, marcou seis gols e, como no domingo, marcou os dois gols de seu time na derrota para o Vasco por 3 a 2.No jogo de quarta-feira contra o Fluminense, pela Copa Sul-Americana, Geílson deverá mais uma vez começar como titular. Gallo vai definir o time no treino desta tarde, poderá contar com a volta de Giovanni, Ávalos e Bóvio para essa partida, mas perderá Ricardinho para a seleção. Como Basílio não foi inscrito para essa competição, deverá novamente formar a dupla de ataque com Douglas.Depois dessa partida, ele investirá na intertemporada que o Santos irá realizar em Atibaia a partir do dia 1º. "O time está muito desfalcado e todos terão oportunidade de se recuperar e se entrosar melhor para seguir na liderança do Brasileiro", completou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.