Geninho cobra Corinthians mais marcador

No futebol, traçar metas nem sempre rende o esperado. E o Corinthians foi alvo da própria auto-confiança. O técnico Geninho planejou a conquista de quatro pontos contra Vasco (empate por 2 a 2 em São Januário) e Internacional, neste domingo, no Beira-Rio. Quer ?respirar? na classificação do Brasileiro para dedicar-se com afinco para as oitavas-de-final da Taça Libertadores diante do River Plate.Os planos do treinador ainda não naufragaram, já que pode alcançar o estabelecido, desde que vença os gaúchos. Contudo, seu pedido, ou determinação, não foi assimilado corretamente pelo grupo. Os jogadores sentiram-se pressionados à conquista dos pontos e acabaram expondo demais a equipe no empate sofrido com o Vasco ? saiu em desvantagem de 2 a 0. Mudará a estratégia. Nesta sexta-feira, teve de dar bronca nos jogadores, alertando-os sobre a obrigação de maior dedicação na marcação. Até o tradicional rachão, que precede as partidas, foi cancelado. O técnico dividiu os atletas em duas equipes, como um coletivo, só que com duas bolas. ?Assim, ninguém se acomoda num canto.?Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.