Geninho conversa para reerguer Santos

O técnico Geninho reuniu todo o elenco do Santos nesta quinta-feira, no CT Rei Pelé, e conversou durante 30 minutos com os jogadores. O assunto foi um só: esquecer a derrota em casa para o Botafogo e a conseqüente eliminação no Rio-São Paulo. A ordem é motivar o grupo para o jogo de sábado, contra o União São João, em Araras, pelo Campeonato Paulista.Depois da conversa com Geninho, o atacante Dodô comentou com os jornalistas que "foi ruim ter perdido a chance de disputar o Rio-São Paulo, mas agora essa competição já faz parte do passado e só temos que pensar no Paulista, que é um campeonato diferente, é uma outra história"."Às vezes, o time sofre uma derrota em momentos inoportunos", avaliou Geninho, admitindo que perder o jogo para o Botafogo "repercute de maneira forte, pela boa campanha do time e pela expectativa gerada". Mesmo com o pedido de Geninho para esquecer o Rio-São Paulo, os jogadores não deixaram de lamentar a atuação do árbitro carioca Amaurilio Marcharetti Saleão, apontado pelos santistas como o responsável pela derrota para o Botafogo. "Se ele tivesse marcado o pênalti, a história do jogo seria outra", avaliou o meia Renato, que sofreu uma falta do goleiro Wagner dentro da área da equipe carioca, mas o árbitro nada marcou.Geninho também criticou Amaurílio Saleão. Segundo o treinador, o árbitro "errou muito no jogo todo e não prejudicou somente o Santos". No caso do pênalti não marcado, o técnico santista admite que o lance acabou perturbando seu time, "que depois disso não se encontrou em campo".Apesar dos erros do árbitro, Geninho não poupou críticas aos seus jogadores. ?Muitos sentiram o lado emocional e o meio-de-campo ficou bastante abalado, preocupando-se mais com a arbitragem do que com o Botafogo", disse ele.Temor - Há uma preocupação de que a Via Belmiro possa ser interditada depois dos incidentes do jogo de quarta-feira, quando um torcedor invadiu o campo e os jogadores tentaram agredir o juiz e foram contidos pelo auxiliar-técnico Serginho Chulapa e pelo massagista Ari Jarrão. No final, torcedores ainda puxaram os fios dos equipamentos da TV Globo, ameaçando os jornalistas da emissora.O Santos não jogará mais na Vila Belmiro pelo Paulista, conforme prevê o regulamento. Mas, a partir de março, a equipe disputará a Copa do Brasil, quando deverá mandar os jogos em seu estádio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.