Geninho critica goleiro por expulsão

O técnico do Santos, Geninho, criticou a atitude do goleiro Fábio Costa, expulso no jogo da noite de sexta-feira, contra o Atlas do México, ao aplicar uma voadora num jogador adversário. "A maneira como o Fábio Costa entrou na confusão é que acabou provocando uma repercussão um pouco maior", avaliou, destacando que não é só o goleiro que precisa ser repreendido, mas todo o grupo."Uma atitude como aquela não pode se repetir, de maneira alguma, principalmente por parte de uma equipe como o Santos, que estava representando não só o clube, mas a cidade e o Brasil, em uma competição amistosa".Nesta quinta-feira, Geninho teve um encontro com a diretoria do Santos, para tratar da contratação de reforços com vistas ao Campeonato Brasileiro. "Foi um passo importante para que possamos definir a equipe que vai participar da competição", disse, lembrando que só pode responder pelo perfil dos jogadores que pretende ver no elenco, sem ater-se à questão da negociação, a ser decidida pelos dirigentes.Geninho citou o exemplo do zagueiro Cléber, do Cruzeiro, time que venceu o Quadrangular Internacional de Guadalajara. "Seria um reforço ideal, pela experiência e pela qualidade de seu jogo, que pôde ser comprovada nas duas partidas realizadas lá no México, onde atuou como titular absoluto nos dois confrontos", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.