Geninho festeja desfalque dos adversários

O técnico Geninho, do Corinthinans, está sorrindo à toa. Enfrentará Santos e Coritiba desfalcados, graças à convocação da seleção sub-23 para a disputa da Copa Ouro. ?Agora eles (adversários) vão ver como é difícil atuar desfalcado?, afirmou, sem citar os times, mas ressaltando o quanto é difícil atuar sem três ou quatro titulares. Aposta, ainda, em perda de pontos de Cruzeiro e São Paulo, que perderam algumas estrelas. Nos planos do treinador, no Brasileiro sua equipe tem sempre de estar entre os oito primeiros. Acha que só quem estiver neste estágio no início do segundo turno lutará pelo título. Atualmente o Corinthians é o oitavo, oito pontos atrás do líder Cruzeiro. E nada melhor, na difícil seqüência de jogos a enfrentar ? Atlético-PR, considerado por Geninho como ?pedreira?, em Curitiba, e Santos e Coritiba, figurantes do bloco de frente ?, do que pegar os adversários remendados e, quem sabe, encostar nos líderes. No clássico da próxima quarta-feira, por exemplo, o Santos não contará com, no mínimo, quatro titulares ? Alex, Paulo Almeida, Diego e Robinho foram convocados para a sub-23. Não que Geninho esteja menosprezando tais times e seus respectivos reservas. A alegria é baseada no sofrimento do Corinthians quando atuou desfalcado. Perdeu para Atlético-MG e São Paulo (3 a 0 e 1 a 0, respectivamente) e lutou muito para buscar empate com a Ponte Preta por 3 a 3, depois de desvantagem de 3 a 1. Triunfo, só contra o frágil Criciúma, por 3 a 0.

Agencia Estado,

02 de julho de 2003 | 18h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.