Geninho tenta "equilibrar" o Santos

O técnico Geninho vai trabalhar seu time esta semana para conseguir um equilíbrio dentro da partida, evitando que se repita o que aconteceu sábado, contra o Rio Branco. "Erramos muito no primeiro tempo, deixamos o adversário jogar, mas na etapa final houve a superação e podíamos até ter vencido, não fosse a expulsão de dois de nossos jogadores", disse o treinador, admitindo que não gostou da mudança do esquema 3-5-2 para o tradicional 4-4-2. "Está provado que a equipe que não joga com três zagueiros fica muito vulnerável".Por conta disso, Geninho tentará manter o esquema tático que vem adotando, mas não poderá contar com Galván, expulso no sábado, no jogo contra o Botafogo, em Ribeirão Preto. No meio de campo, a perda foi de Claudiomiro, também suspenso, mas poderá contar com a volta de Robert, o principal articulador do ataque santista. "O objetivo é conseguir uma equipe balanceada e não adianta pensar numa equipe com três zagueiros e três atacantes, pois aí não terá meio-de-campo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.