Michael Dalder/Reuters
Michael Dalder/Reuters

Cinco anos depois, geração alemã do 7 a 1 é substituída por Joachim Löw

Da equipe que arrasou o Brasil na Copa do Mundo de 2014, o goleiro Neuer é o único presente na lista de convocados para os próximos dois jogos do time

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de outubro de 2019 | 09h32

A geração da Alemanha responsável pelo histórico 7 a 1 no Brasil foi substituída. Ela quase não existe mais. Na convocação feita pelo técnico Joachim Löw para os próximos dois jogos do time, em amistosos, apenas o goleiro Manuel Neuer estava em campo naquele fatídico duelo com a seleção brasileira no estádio do Mineirão pela semifinal da Copa de 2014 que marcou todos os brasileiros.

O meia Toni Kroos, do Real Madrid, chegou a ser chamado, mas foi cortado por lesão. Na terça-feira, o capitão da equipe que faturou o tetra no Mundial do Brasil, Bastian Schweinsteiger, anunciou sua aposentadoria do futebol aos 35 anos. Quando aquela derrota completou um ano, o Estado fez uma reportagem especial. Veja!

Além dele, outros três jogadores daquela seleção que colocou o Brasil na roda também pararam de jogar: Philip Lahm, Miroslav Klose e Per Mertesacker. Outros de destaque como Thomas Müller, Jerome Boateng, Mats Hummels, Mesut Ozil, André Schurrle e Mario Gotze (autor do gol na final) não estiveram presentes nas últimas listas de Löw.

A aposta em novos nomes ocorre após o fiasco da seleção alemã na Copa da Rússia, quando o time deixou a competição na primeira fase com duas derrotas e uma vitória. A equipe perdeu para o México (1 a 0) e Coreia do Sul (2 a 0) e venceu no sufoco a Suécia (2 a 1). O treinador teve o cargo ameaçado, mas a Federação decidiu por mantê-lo no cargo.

A Alemanha enfrentará a Argentina nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília), em amistosos que será realizado em Dortmund. No domingo, terá pela frente a Estônia em duelo pelas eliminatórias da Eurocopa. A principal novidade nesse time alemão é o atacante Serge Gnabry, do Bayern de Munique, que fez quatro gols na última semana na goleada de 7 a 2 do clube alemão em cima do Tottenham pela Liga dos Campeões. Outra novidade é meio-campista Suat Serdar, de 22 anos, que atua no Schalke. Depois de passar por todas as seleções de base alemã, ele foi chamado para a vaga de Kroos.

Löw também precisa lidar com uma polêmica. Antes da convocação, o Bayern de Munique declarou que se o goleiro Manuel Neuer não fosse titular, não liberaria nenhum jogador do clube. O treinador, então, optou por definir Ter Stegen como número 1 no jogo contra a Argentina e Neuer na vaga contra a Estônia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.