Reprodução TV Santos
Reprodução TV Santos

Gerente do Santos tenta explicar instabilidade e diz que diretoria busca reforços

William Machado diz que clube procura um atacante de área e um camisa 10 no mercado

Estadão Conteúdo

25 de maio de 2018 | 20h02

O gerente de futebol do Santos, William Machado, concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira na tentativa de acalmar os ânimos no clube. O dirigente contemporizou a instabilidade da equipe na temporada e disse que a intenção é reforçar o elenco.

+ Dodô defende Jair e faz apelo aos santistas: 'Precisamos de vocês'

+ Gabriel discorda das vaias dos torcedores: 'Passamos em primeiro'

"Estamos à procura de um atacante de mais referência para brigar com os zagueiros, aquele jogador que segure a bola na frente. Mas o mercado está muito restrito nesse sentido. Também queremos jogadores de meio de campo, especialmente meia armador, um camisa 10", revelou sem citar nomes.

Um dos atletas que estaria na mira do Santos é o meia costarriquenho Bryan Ruyz, que disputou a última temporada pelo Sporting. O contrato do jogador com o clube português termina em 30 de junho. Bryan disse nesta sexta-feira à imprensa de seu país que está com futuro incerto, mas que pretende permanecer no futebol europeu.

William também fez questão de destacar que talvez não traga um atleta para começar entre os 11, mas que estimule a briga por posição na equipe. "Precisamos também de jogadores para potencializar os que aqui estão. Estamos na busca incessante para tentar fazer a equipe evoluir cada vez mais", disse.

Em relação à pressão sofrida pelo técnico Jair Ventura, o gerente do Santos evitou entrar muito no assunto. O time alvinegro empatou sem gols com o Real Garcilaso na quinta-feira e deixou o gramado da Vila Belmiro sob vaias - o resultado, apesar do fraco futebol apresentado, garantiu a equipe na liderança do Grupo F da Libertadores.

"Dificilmente um time não passará por instabilidade devido a tantas mudanças que estão acontecendo. O Jair tem feito alterações na equipe. A nova gestão começou agora em janeiro e está em busca de reforços. A evolução individual vai fazer com que coletivamente o time evolua. Isso, infelizmente, não é de um dia para o outro.", justificou.

O Santos ocupa a 15ª colocação no Campeonato Brasileiro com apenas seis pontos conquistados. O time tentará iniciar a reação neste domingo, às 16 horas, em duelo contra o Cruzeiro, no estádio do Pacaembu, pela sétima rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.